Sebrae Impulsiona Compartilhar
Quarto Episódio

Como a definição de metas ajudou empresa de Blumenau a aumentar as vendas em 200%

O negócio teve uma procura expressiva na pandemia, quando as pessoas precisaram ficar em casa.

• Atualizado

Redação

Por Redação

Maicon Knaesel. Foto: SCC SBT
Maicon Knaesel. Foto: SCC SBT

A empresa familiar de Blumenau, a VMK Indústria de Móveis, atua há bastante tempo no mercado de móveis planejados. O negócio teve uma procura expressiva na pandemia, quando as pessoas precisaram ficar em casa e buscaram investir no bem-estar dentro do lar. Com isso, o trabalho aumentou, o faturamento também cresceu e foi necessário buscar ajuda de especialistas para planejar as metas futuras. 

“Estamos na terceira geração, o negócio começou com o meu avô, que trabalhava com madeira maciça. Meu pai deu continuidade, mas trabalhando também com móveis sob medida. Agora,13 anos depois, estou à frente da empresa”, conta o empresário Maicon Knaesel, que começou a trabalhar com marcenaria ainda pequeno, com seus 12 ou 13 anos.

“Hoje estou com 37 anos e completo 25 anos à frente da marcenaria. Apesar da experiência, buscamos crescer a cada dia, sempre querendo melhorar”, finaliza. 

Consultoria do Sebrae/SC

Apesar da experiência e do aumento no faturamento, os bons resultados ainda não podiam ser comemorados, já que o empresário não sabia ao certo os custos de produção. Foi então que a consultoria avançada do Sebrae/SC atuou na empresa. No trabalho, a revisão de toda a atuação da empresa, o levantamento do histórico de vendas e atendimentos e o estabelecimento de metas claras a serem alcançadas.

“Tivemos uma consultoria de gestão. E gestão é ver os números, estudar, entendê-los. Depois, aplicar tudo no dia a dia, passando a conhecer melhor qual a sua margem sobre determinado produto. Com isso, conseguimos ter um lucro melhor também”, explica o empresário.

Com todos os passos alinhados, foi possível perceber melhorias já durante a consultoria, entender os benefícios também a longo prazo, com o planejamento para os próximos passos, e crescer o número de vendas em cerca de 200%. 

Assim como Maicon, muitos outros empresários têm o mesmo “problema”: o negócio caminha bem, a produção aumenta, mas no dia a dia, não conseguem lucrar mais por falta de metas.

“A meta é necessária para todos os negócios. Mas de acordo com cada segmento, os consultores vão avaliar o desenvolvimento e o planejamento de metas de uma forma mais específica. Nesse momento são considerados os objetivos da empresa, qual o segmento que ela vai atuar, se é um comércio, uma indústria, uma prestação de serviço. Com base nesses pontos, serão definidos números de indicadores para medir o desempenho e os resultados, sempre levando em consideração os prazos”, explica a consultora do Sebrae/SC, Fernanda Rosa. 

E um dos relatos da empresa foi justamente isso: foi perceptível a importância de identificar as potencialidades e as necessidades. 

“Todos que procuram resolver algum problema dentro da empresa, indico o Sebrae. Mesmo antes de conhecer o Programa de Gestão Avançada (PGA), tínhamos essa clareza, de que o Sebrae existe para nos ensinar”, finaliza Maicon. 

Confira a reportagem completa com metas e os números do crescimento conquistados com o PGA do Sebrae/SC

Mais sobre o PGA

O Programa de Gestão Avançada (PGA) do Sebrae/SC tem 211 horas de carga horária, sendo 8 delas de encontros presenciais coletivos, 127 de consultoria individual na empresa, e 76h de capacitações que acontecem em um período de 14 meses. Nos encontros individuais, o empreendedor recebe consultores especialistas de: Recursos Humanos, Marketing, Finanças e Processos. Além disso, um consultor especialista em gestão acompanha todas as etapas, para garantir a interação entre as diferentes áreas da empresa. 

O programa de Gestão de Indicadores e Resultados acontece em 4 fases:

  • Fase 1: Diagnóstico Empresarial Preliminar – momento de avaliar o grau de competitividade do negócio e de reflexão sobre aspectos críticos e objetivos da empresa.
  • Fase 2: Plano Empresarial – definir as estratégias e formular um painel de resultados personalizado para a empresa.
  • Fase 3: Gestão de Resultados – hora de realizar um panorama sobre gestão de finanças, marketing, operações, processos e recursos humanos.
  • Fase 4: Novo Ciclo do Plano Empresarial – por meio de uma consultoria individual, este é o momento de realizar uma revisão e reposicionamento estratégico do negócio.

Ao final do curso, os empreendedores estarão aptos para tomar decisões mais precisas nas principais áreas da empresa, por meio do planejamento estratégico e do estabelecimento de indicadores e metas para as empresas.

>>> PARA MAIS NOTÍCIAS, SIGA O SCC10 NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×