×
×

Escolha sua região:

Terça-feira, 30 de novembro de 2021. Santa Catarina Mude de região ▼
MENU
O portal da notícia
em Santa Catarina.
BUSCAR
Hospital São José
MENU
BUSCAR
Hospital São José
publicidade
block/article/header
Hospital São José Compartilhar

Conteúdo Especial

Gás natural: uma das iniciativas de hospital em Criciúma para cuidar do meio ambiente

O gás natural é menos poluente cerca de 20% a 30% com relação ao gás carbônico.

block/article/social-network
block/article/content__sidebar
Gás natural: uma das iniciativas de hospital em Criciúma para cuidar do meio ambiente
Foto: Hospital São José, Divulgação

O cuidado com as pessoas vai muito além da manutenção da saúde física e mental no Hospital São José de Criciúma. A instituição também é reconhecida pelas boas práticas e cuidado com o Meio Ambiente. Isso fez com que em 2021, a entidade se tornasse signatária do Movimento de Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), uma iniciativa que tem a finalidade de contribuir para a melhoria da qualidade de vida da sociedade catarinense.

Entre os projetos e alternativas que foram viabilizadas com o principal objetivo de garantir o cuidado com o Meio Ambiente está a caldeira movida a gás natural. O equipamento traz uma evolução no sistema de aquecimento de água do hospital.

“O vapor fabricado pela caldeira é usado principalmente para as máquinas da lavandeira e para os Boilers que abastecem os chuveiros dos leitos do hospital, vestiários do centro cirúrgico e lavatórios. O sistema também está preparado para abastecer as autoclaves da Central de Materiais Esterilizados (CME)”, explica o gerente de manutenção e obras do HSJosé, Ronaldo Agostinho de Freitas.

Antes da caldeira ser instalada na instituição, os vapores necessários para os procedimentos eram produzidos com a queima da lenha. A mudança deste processo trouxe muitos benefícios à instituição e ao Meio Ambiente. “As melhorias foram inúmeras como o término dos índices de pragas (aranhas, ratos, baratas e outros) que ficavam nas pilhas de lenha; o fim da reclamação dos vizinhos próximos do hospital devido a fumaça gerada pela caldeira à lenha; necessidade de funcionários para fazer os serviços de colocação das lenhas na caldeira, além da eliminação das cinzas decorrentes da queima da madeira”, garante Ronaldo. 

A caldeira do HSJosé utiliza o Gás Natural como fonte de energia térmica. Por ser canalizado, não é necessário armazenar e estocar produto inflamável, reduzindo os riscos de acidente, além disso, diminuiu o custo operacional, reduz gastos com manutenção, aumenta a disponibilidade do equipamento para a produção e dispensa a instalação de filtros e lavadores de gás.

“O gás natural é menos poluente cerca de 20% a 30% com relação ao gás carbônico. Além de ser mais seguro, por ser mais leve que o ar, em caso de vazamento ele se dissipa na atmosfera. A economia também é um dos pontos altos desta tecnologia”, afirma a assistente de Meio Ambiente do setor de Qualidade do HSJosé, Franciani Sandrini Angulski.


>> Para receber as informações mais importantes do dia pelo WhatsApp, gratuitamente, basta clicar AQUI!

>> PARA MAIS NOTÍCIAS, SIGA O SCC10 NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK

block/article/tags
query/article/query-columnist
block/article/social-network
block/general/block-plus-news