Tempo
templates/template-single-article-texto
block/article/header
Tempo Compartilhar
Abalo sísmico

Terremoto de 6,8 graus de magnitude no Argentina é sentido aqui no Brasil

Segundo autoridades internacionais, o abalo também foi sentido no norte da Argentina e no sudeste do Brasil.

block/article/social-network
block/article/content__sidebar
Terremoto de 6,8 graus de magnitude no Argentina é sentido aqui no Brasil
Foto: SBT News, Reprodução

O Instituto Nacional de Prevenção Sísmica da Argentina (Inpres) registrou, na noite de terça-feira (10), um terremoto de 6,8 graus de magnitude na Escala Richter. O abalo sísmico foi sentido na região de Socaire, no norte do país, a 248 quilômetros de profundidade.

De acordo com o serviço geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês), o tremor se originou a 194 quilômetros a noroeste de San Antonio de los Cobres, na região de Salta e Jujuy, noroeste da Argentina. Até o momento, não foram reportados feridos, alterações nos serviços básicos ou a qualquer tipo de infraestrutura em decorrência do tremor. 

Segundo autoridades internacionais, o abalo também foi sentido no norte da Argentina e no sudeste do Brasil, em estados como São Paulo e Minas Gerais. Alguns moradores relataram o balanço de algumas estruturas cerca de dez minutos depois do terremoto na Argentina.

Pelas redes sociais, o MetSul informou que não é raro que fortes terremotos nos países do Círculo de Fogo do Pacífico, no oeste da América do Sul, acabem sendo sentidos no Brasil. Na maioria dos casos, os abalos são percebidos no centro-oeste e no sudeste, e em alguns casos no sul e no norte. Em regra, os abalos sentidos no Brasil não produzem danos.

>> Siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Entre no grupo do SCC10 e receba as principais notícias da sua região pelo WhatsApp

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp

block/article/tags
block/article/query-columnist
publicidade
publicidade
block/article/social-network
block/general/block-plus-news

Veja mais