Coronavírus
templates/template-single-article-texto
block/article/header
Coronavírus Compartilhar
Heróis

Dia do médico: Relato dos profissionais na linha de frente contra o coronavírus

Profissionais da saúde compartilham seus relatos e mostram os desafios encarados diariamente.

block/article/social-network
block/article/content__sidebar
Dia do médico: Relato dos profissionais na linha de frente contra o coronavírus
Foto: Freepik

No dia 18 de outubro é comemorado o Dia do Médico, essa data no entanto, tem um significado especial neste ano. A pandemia da Covid-19 alterou a rotina dos médicos em todo o mundo. Em Santa Catarina não foi diferente, os profissionais da saúde compartilham seus relatos e mostram os desafios encarados diariamente.

Para Baltazar Chaves, Cirurgião geral, houve uma grande mudança em sua rotina. “Basicamente o que mudou na nossa rotina, além do uso de máscaras e os demais equipamentos de proteção, foi o aumento da carga horária trabalhada. No cotidiano fora do hospital também tiveram muitas mudanças, como o afastamento de amigos e parentes e esse isolamento social necessário. Mas o que mudo inclusive foi o aumentod e estresse, burnout, o cansaço físico e mental”, afirma.

Os profissionais da medicina se depararam com um cenário totalmente novo, e tiveram que lidar com os desafios impostos pela pandemia. “Apesar de atuar há 25 anos em consultório nunca tinha passado por uma situação assim, uma situação onde preciso cuidar de outras pessoas e ter cautela para não me contaminar. Como médico, minha missão é cuidar das pessoas, e com esse novo cenário as pessoas estão tendo que se cuidar também, mas não é isso que estamos vendo. A pandemia vai mudar a rotina do mundo daqui para frente,” declara Sérgio Alberto, médico pediatra.

A médica oncologista pediátrica, Ana Paula, desabafa sobre a exaustão de atuar na linha de frente contra o novo coronavírus. “Assim como todos, eu estou muito cansada, mas meu recado é para que as pessoas não desistam, não deixem de tomar as precauções de contato. Eu estou muito cansada também de me paramentar várias vezes ao dia, de trocar de uniforme, de ficar de máscara o dia todo, mas isso não serve apenas para me proteger, serve para proteger aqueles que eu amo. O que me da forças para continuar é saber que tudo vai passar, e aí eu vou poder tirar a máscara, vou poder abraçar, beijar e aglomerar, mas com segurança.”

O Dr Moacir José Cuco, médico pediatra muito conhecido em Lages, faleceu em decorrência da Covid-19. Confira a homenagem prestado ao Dr Cuco no vídeo abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=LRm0hhhJGyY
Médicos de Santa Catarina

Conforme dados da Associação catarinense de medicina, dos 22 mil médicos em atividade, 912 foram afastados por suspeita ou confirmação de infecção por coronavírus no Estado. Durante os sete meses de pandemia, 8 médicos de Santa Catarina perderam a vida.

“Poderíamos evitar esses números com protocolos mais rígidos, equipamentos de proteção adequados e mais áreas de atendimento,” destaca Ademar José de Oliveira, diretor da Ass. Catarinense de Medicina. Vários desafios surgiram durante a pandemia, além da exposição a um vírus totalmente desconhecido, as dificuldades estruturais também pesaram na vida dos profissionais.

“Não haviam respiradores, nem leitos de UTI ou testes suficientes para realizar atendimento à população, além disso as equipes também não eram suficientes. Houve uma grande mobilização do setor privado junto ao público para integrar os serviços para que não houvesse falta de atendimento aos pacientes,” diz Ademar.

Entre no grupo do SCC10 e receba as principais notícias da sua região pelo WhatsApp

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp

block/article/tags
block/article/query-columnist
publicidade
publicidade
block/article/social-network
block/general/block-plus-news

Veja mais