Coronavírus Compartilhar
Flurona

Santa Catarina tem suspeita de Flurona, infecção combinada de Covid e H3N2

DIVE está investigando casos de pessoas que teriam contraído Covid-19 e H3N2, ao mesmo tempo, em Santa Catarina.

Por

• Atualizado

Foto: divulgação.
Foto: divulgação.

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE) está investigando casos de pessoas que teriam contraído Covid-19 e H3N2, um subtipo da gripe, ao mesmo tempo, em Santa Catarina. Em outros estados brasileiros, as secretarias da saúde também estão investigando s co-infeccção, ou seja, a infecção combinada dos dois vírus, chamada de Flurona.

O nome Flurona vem da junção das palavras, influenza e corona.

Além da suspeita dos casos de flurona, os casos de covid aumentaram. No mês de dezembro foram 10 mil novos casos da doença. O mapa de risco potencial regionalizado, que estava todo em azul, em risco moderado de transmissão, ganhou duas regiões na cor amarelo, em nível de risco alto.


>> 15 regiões estão no nível de risco moderado e duas no alto em SC

O secretário de saúde de Santa Catarina André Motta Ribeiro explicou a situação do aumento de casos e os riscos. “Era de se esperar que aumentasse número de casos, por conta da presença de uma nova variante do vírus. É uma variante bem mais contagiosa, muito mais rápida, do que as anteriores, e também pelas características do final do ano, a gente sabe que Santa Catarina paga um preço por ser um estado extremamente bonito, as pessoas vêm pra cá, e por conta do Natal e do Réveillon, tivemos algumas situações de risco, apesar dos alertas do estado, então o aumento do número de casos se reflete em algumas regiões” comenta.

>>> SIGA O SCC10 NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK.

Veja a entrevista com o secretário de saúde de Santa Catarina:

Reprodução | SCC NEWS

Leia também:

>> Primeiro caso de “flurona”, combinação de Covid e Influenza, é detectado; saiba onde

publicidade
publicidade

Veja mais