Segurança Compartilhar
Que horror!

Polícia interdita fábrica que vendia doces vencidos e com fezes de rato

Gerente da empresa foi preso em flagrante por crime contra as relações de consumo

Por

• Atualizado

Imagem Ilustrativa. Foto: Pexels | Banco de Imagens.
Imagem Ilustrativa. Foto: Pexels | Banco de Imagens.

Uma fábrica clandestina de doces foi interditada em Guarulhos, na Grande São Paulo. Policiais encontraram ovos de páscoa contaminados com fezes de rato e com a validade vencida prontos para voltar ao mercado. 

Após as autoridades vasculharem o local, foi encontrada uma sala secreta, onde funcionava um laboratório clandestino. Lá dentro, segundo a polícia, os funcionários trocavam as embalagens de ovos de páscoa vencidos para eles voltarem para o mercado. 

A investigação começou após uma denúncia de que o dono da fábrica usou uma empresa de fachada, em nome de um “laranja”, para conseguir um empréstimo de R$ 1 milhão em um banco, dinheiro que seria usado na fraude dos doces. 

Vídeo: SBT Brasil.

Leia também: Catarinenses encontram caco de vidro em comida e recebem indenização

No site Reclame Aqui existem diversas queixas contra a empresa e, em uma delas, o consumidor denuncia a presença de pelo de rato em uma pipoca e afirma que passou mal do estômago. O gerente da fábrica foi preso em flagrante por crime contra as relações de consumo. Os donos da empresa não estavam no local. 

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

publicidade
publicidade

Veja mais