Segurança Compartilhar
Fantasiado para o crime

“Pirata” é preso por abusar de meninas em ponto turístico no Rio Grande do Sul

Homem de 49 anos trabalhava irregularmente como artista de rua e teria apalpado ao menos seis meninas

Por

• Atualizado

Foto: Reprodução / Flickr / Serrasgauchas
Foto: Reprodução / Flickr / Serrasgauchas

Um homem de 49 anos foi preso em Gramado, no Rio Grande do Sul, acusado de estupro de vulnerável. Ele trabalha como artista de rua e teria apalpado estudantes com idades de 11 a 12 anos enquanto tirava fotos com elas.

A ocorrência aconteceu na última sexta-feira (1º). Professoras acionaram a Brigada Militar que patrulhava a região do Lago Negro depois que o homem, fantasiado de pirata, aproveitou o momento de fotos com os alunos para molestá-las. Segundo os policiais militares, ele teria apalpado e passado a mão em pelo menos seis meninas de 11 e 12 anos.

O homem tem antecedente por estupro, ocorrido em 2019, também em Gramado. O pirata foi preso em flagrante e encaminhado ao presídio de Canela.

A Prefeitura de Gramado informou que, para atuar nas ruas da cidade, os artistas de rua precisam de autorização do poder público. Um dos requisitos é ter ficha criminal limpa. Esclareceu ainda que o preso não tinha autorização para trabalhar como artista de rua na cidade e que a fiscalização já havia multado o homem em duas ocasiões por desrespeito à legislação. Ainda segundo a prefeitura, hoje são 14 artistas de rua autorizados.

>> PARA MAIS NOTÍCIAS, SIGA O SCC10 NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK.

publicidade
publicidade

Veja mais