Segurança
templates/template-single-article-texto
block/article/header
Segurança Compartilhar
Compra de votos

Esquema de desvio de cestas básicas para compra de votos é desvendado em SC

Oito pessoas suspeitas foram indiciadas.

block/article/social-network
block/article/content__sidebar
Esquema de desvio de cestas básicas para compra de votos é desvendado em SC
Foto: Polícia Civil / Divulgação

Oito pessoas suspeitas de atuarem em um esquema que desviou cestas básicas da assistência social da Prefeitura Municipal de Barra Velha para compra de votos, em Barra Velha, no Vale do Itajaí, foram indiciadas pelos crimes de peculato e corrupção eleitoral, praticados na campanha eleitoral de 2020.

A investigação da Polícia Civil identificou entre os suspeitos um cabo eleitoral, três ex-funcionários comissionados da prefeitura, um ex-secretário municipal e três candidatos a vereador pelo município de Barra Velha.

A Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Itajaí e a Delegacia de Polícia da Comarca de Barra Velha concluiu a investigação sobre suposto desvio das cestas básicas. O Inquérito Policial foi finalizado e encaminhado ao Ministério Público e à Justiça.

A Prefeitura de Barra Velha informou que vai apurar o caso, ocorrido em uma gestão anterior a atual, e aguarda o inquérito para abrir processo administrativo. O executivo municipal afirma colaborar com as investigações.

Investigações

A Polícia Civil apurou que em 13 de outubro de 2020, na antevéspera do primeiro turno das eleições municipais de 2020, um carregamento de cestas básicas foi entregue em uma sala comercial, no centro do município de Barra Velha. Segundo denúncias, o local funcionaria como comitê eleitoral e as cestas básicas lá armazenadas seriam utilizadas para compra de votos.

A investigação identificou que a Secretaria de Assistência Social não controlava a distribuição das cestas. Na época, a administração municipal havia comprado aproximadamente 5 mil cestas, 2 mil foram distribuídas sem qualquer tipo de control, apontou o inquérito.

A polícia também viu irregularidade na distribuição que seguiu o procedimento legal, onde foi identificadas fraudes. Um exemplo é um registro que mostra que uma mulher, residente no estado do Ceará, teria recebido cesta básica, informou a polícia.

>> Siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

A Prefeitura de Barra Velha foi procurada e se manifestou por nota. Confira:

Em virtude de que se tratam de fatos que ocorreram na gestão anterior, estamos aguardando a cópia do inquérito para apuração dos fatos e abertura do processo administrativo competente.
O Município tem colaborado com as investigações, fornecendo todos os dados solicitados.
Tão logo sejamos intimados, tomaremos as medidas cabíveis, mantendo a imprensa informada.

Entre no grupo do SCC10 e receba as principais notícias da sua região pelo WhatsApp

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp

block/article/tags
block/article/query-columnist
publicidade
publicidade
block/article/social-network
block/general/block-plus-news

Veja mais