Segurança Compartilhar
operação clandestina

Espiões russos são expulsos da França

Investigações apontaram que os agentes comandavam uma operação clandestina sob cobertura diplomática

Por

• Atualizado

Uma semana antes, o país já havia anunciado a expulsão de 35 diplomatas russo | Foto: Reprodução | Maps
Uma semana antes, o país já havia anunciado a expulsão de 35 diplomatas russo | Foto: Reprodução | Maps

A França decidiu expulsar seis espiões russos que operavam sob cobertura diplomática no país. Investigações lideradas pela Direção Geral de Segurança Interna (DGSI) revelaram a operação clandestina.

O comunicado foi divulgado na segunda-feira (11) pelo ministério francês das Relações Exteriores. “Após uma longa investigação, a Direção Geral de Segurança Interna (DGSI) revelou no domingo, 10 de abril, uma operação clandestina realizada pelos serviços de inteligência russos em nosso território. Seis agentes russos operando sob cobertura diplomática e cujas atividades se mostraram contrárias aos nossos interesses nacionais foram declarados persona non grata”

Ainda segundo o Quai d’Orsay, representantes da Rússia foram convocados para comparecer no ministério. “Na ausência do embaixador russo, o número dois foi convocado ao Quai d’Orsay esta noite para ser informado desta decisão.”.

Uma semana antes, o país já havia anunciado a expulsão de 35 diplomatas russo, em uma ação conjunta com outros membros da União Europeia, em retaliação a invasão russa à Ucrânia. Na manhã de ontem (11), a Croácia expulsou 18 diplomatas e seis funcionários administrativos das embaixadas russas do país. Antes, o ministro das Relações Exteriores convidou o embaixador russo para condenar as agressões contra a Ucrânia. 

>> SIGA O SCC10 NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK

publicidade
publicidade

Veja mais