Segurança Compartilhar
STF

Após 6 anos preso preventivamente pela Lava Jato, Sergio Cabral será solto

Por 3 votos a 2, STF decidiu anular última ordem de prisão contra o ex-governador do Rio: na cadeia, desde 2016

• Atualizado

SBT News

Por SBT News

Foto: Tomaz Silva/ Agência Brasil
Foto: Tomaz Silva/ Agência Brasil

Preso desde 2016, alvo da Operação Lava Jato, o ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (MDB), teve a última ordem de prisão contra ele revogada na noite desta sexta-feira (16) e deve sair da cadeia.

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu por 3 votos a 2 revogar a prisão preventiva de 2016, por comandar organização criminosa que fraudava licitações e cobrava propina de empreiteiras, em contratos da Petrobrás.

A decisão era do ex-juiz Sergio Moro, eleito senador pelo União Brasil do Paraná, por propinas para construção do complexo petroquímico da Petrobras, em Itaboraí, na região metropolitana do Rio, o Comperj.

O voto decisivou foi dado pelo ministro Gilmar Mendes, do STF. A Corte aceitou argumento da defesa de que a prisão preventiva de Cabral se prolongou por tempo demais. 

Em 10 de novembro, a Justiça do Rio havia revogado outros dois mandados de prisão preventiva. Mesmo assim, ele permaneceu na cadeia devido a essa última ordem judicial.

Cabral está detido no presídio de Bangu 1, na zona oeste do Rio de Janeiro. O Supremo deve determinar a soltura de Cabral, que está detido no Rio.

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×