Saúde Compartilhar
recomendação

Estudo britânico recomenda aumento progressivo da idade legal para fumar

A solicitação da pesquisa aconteceu depois do ministério da Saúde constatar um aumento significativo de fumantes após o início da pandemia de covid-19

Por

• Atualizado

Um estudo encomendado pelo governo do Reino Unido, divulgado nesta quinta-feira (09), recomenda que as autoridades aumentem anualmente a idade mínima para comprar cigarros, que atualmente é de 18 anos na Inglaterra. Com isso, os pesquisadores acreditam que o fumo poderia ser erradicado gradualmente até 2030.

A solicitação da pesquisa aconteceu depois do ministério da Saúde constatar um aumento significativo de fumantes após o início da pandemia de covid-19. Durante o período, a proporção de jovens de 18 a 24 anos que fumam aumentou de um em quatro para um em três. Além disso, uma em cada 10 grávidas foram registradas fumando no fim da gravidez.

Para auxiliar que os cidadãos parem com a dependência, o estudo britânico recomenda promover os cigarros eletrônicos, considerado por muitos especialistas mais perigosos para a saúde do que os cigarros comuns. A medida, segundo os autores, melhoraria a prevenção e aumentaria o orçamento para políticas antitabaco em mais 125 milhões de libras por ano. Atualmente, quase 6 milhões de britânicos são fumantes.

Na última semana, a Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou que o consumo de tabaco provoca mais de 8 milhões de mortes por ano em todo o mundo. Além de ser uma ameaça à saúde humana, a indústria também é uma das mais poluentes, deixando montanhas de resíduos no ar e influenciando no aquecimento global.

>> PARA MAIS NOTÍCIAS, SIGA O SCC10 NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK.

Leia Também

publicidade
publicidade

Veja mais