Política
templates/template-single-article-texto
block/article/header
Política Compartilhar
Impeachment

Impeachment: Alesc aprova a continuidade do processo contra Carlos Moisés e Daniela Reinehr

Aprovada pelos deputados em sessão na Assembleia Legislativa de SC, na noite desta quinta-feira (17), a continuidade do processo contra o governador e vice

block/article/social-network
block/article/content__sidebar
Impeachment: Alesc aprova a continuidade do processo contra Carlos Moisés e Daniela Reinehr
O governador de SC, Carlos Moisés (PSL) e a vice Daniela Reinehr (sem partido). Foto: Mauricio Vieira/Secom/Divulgação

Foi aprovada pelos deputados em sessão na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, na noite desta quinta-feira (17), a continuidade do processo de impeachment contra o governador Carlos Moisés (PSL) e a vice-governadora Daniela Reinehr (sem partido).

Após apreciação dos advogados de ambas as partes e de cada um dos 40 deputados, foi iniciada a votação contra a vice-governadora. Foram 32 votos pelo “sim”, sete pela não continuidade do processo e uma abstenção. Em entrevista exclusiva ao SCC SBT, Daniela, que acompanhou da Alesc toda a sessão, falou sobre o sentimento após o resultado:

“A situação faz parte do processo, respeito mas não concordo, acho injusto. Acompanhei o procedimento e vou acompanhar até o final. É um momento complicado não só para mim, mas para o Governo do Estado, e principalmente pela fragilidade das provas nesse processo. Existe um ressentimento da Assembleia com o Governo. Mas falando em provas, em atos, em irregularidades, não foi comprovado absolutamente nada. A grande maioria falou de dar continuidade ao processo, e me parece que o recado foi esse: que se faça a apuração adequada. Acredito que a justiça será feita. É isso que se pede e que se espera. Embora a grande maioria tenha votado pelo sim, entendi que não foi uma condenação, mas a apuração pela justiça”, comentou a vice-governadora.

Processo de impeachment contra Carlos Moisés

A maioria dos deputados também votou pelo prosseguimento do processo de impeachment contra o governador Carlos Moisés (PSL). Entre os 40 parlamentares, 33 votaram pela continuação do processo, seis deputados votaram “não” e houve uma abstenção, do deputado e presidente da Alesc, Julio Garcia (PSD).

O governador emitiu uma nota oficial lamentando a decisão da Assembleia Legislativa em dar prosseguimento ao processo de impeachment contra ele e a vice-governadora Daniela Reinehr. Ainda, afirmou depositar sua confiança na avaliação da Justiça.

Confira na íntegra:

O que acontece depois da votação?

Agora, com a votação pelo seguimento do processo de impeachment confirmado, será formada uma comissão mista julgadora composta por cinco desembargadores, que serão sorteados, e cinco deputados estaduais escolhidos em plenário. A sessão será presidida pelo desembargador e presidente do Tribunal de Justiça, Ricardo José Roesler. Se a maioria simples for obtida, aí, nesse momento, o governador e vice serão afastados.

Entenda esse processo e as chances de Moisés e Daniela reverterem a situação desfavorável na análise do comentarista de política do SCC SBT, Cláudio Prisco Paraíso:

https://www.instagram.com/p/CFQhqihDXcB/

Entre no grupo do SCC10 e receba as principais notícias da sua região pelo WhatsApp

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp

block/article/query-columnist
publicidade
publicidade
block/article/social-network
block/general/block-plus-news

Veja mais