Sexta-feira, 07 de maio de 2021.
publicidade

Senhora de 85 anos ganha chip de internet e comemora poder seguir com os estudos

Com a pandemia, as aulas presencias foram suspensas e foi graças ao chip de internet recebido da Prefeitura de Florianópolis que a Dona Adélia pode seguir com os estudos.


De Redação
Data de Publicação: 05/03/2021 18:38
e atualizado em: 05/03/2021 18:40
Adélia Domingues da Silva. Foto: Leonardo Sousa/PMF/Divulgação

Nascida no Rio Grande do Sul, Dona Adelia Domingues da Silva, de 85 anos, não teve a oportunidade de estudar. “Naquela época, ia à escola quem podia, nós tínhamos primeiro que ajudar aos pais”, conta. Já com mais de 60 anos, ela se mudou para a Capital catarinense, e foi incentivada a buscar pela Educação de Jovens e Adultos (EJA) da Prefeitura de Florianópolis. “Eu não sabia quase nada, mas lá no EJA eu fui aprendendo com as professoras que são ótimas e fiz muitas amigas. Até mexer na internet eu aprendi”, comemora dona Adélia. 

Com a pandemia, as aulas presencias encerraram e a sensação de estar sozinha não fez bem a ela:

“Moro no Rio Vermelho, e aqui na minha casa quase não tem sinal de internet. Eu recebia uma vez por semana um vídeo das professoras, ficava muito feliz, mas sentia falta do convívio, das amigas também. Agora, eu recebi da Prefeitura da Capital um chip de internet, e consigo, mesmo de longe, ter as aulas e conversar com as minhas amigas. Melhorou muito”, conta a estudante, que para alegria, já recebeu também a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus.

“Estou me sentindo muito bem, todo mundo deve tomar a vacina”, incentiva.

Adélia Domingues da Silva. Foto: Leonardo Sousa/PMF/Divulgação
Adélia Domingues da Silva. Foto: Leonardo Sousa/PMF/Divulgação

30 mil estudantes receberão chips de internet

Dona Adélia é um dos mais de 30 mil estudantes e profissionais da educação municipal de Florianópolis que vão receber chips de internet com 20GB no pacote de dados mensais, gratuitamente, e renovação da internet durante todo o ano letivo de 2021. Receberão também alunos matriculados na pré-escola dos níveis G5 e G6 (entre 4 e 5 anos de idade) e do ensino fundamental do 1º ao 9º ano.

 “Este é o maior programa de inclusão digital que a educação de Florianópolis já presenciou, é uma garantia da democratização do acesso à informação para todos aqueles estudantes que não tiveram essa oportunidade”, ressalta Gean Loureiro, prefeito da Capital.

Para o secretário de Educação Maurício Fernandes Pereira, o foco é manter o ano letivo com ensino de qualidade:

“Mesmo com a pandemia, que ainda segue sendo uma grande preocupação, estamos provando que iremos conseguir manter um ano letivo com educação de qualidade, sendo presencial ou à distância, oferecendo as ferramentas que nossos estudantes necessitam”.

Entrega dos chips 

As unidades de ensino de Florianópolis receberam todos os chips, e são elas que farão a distribuição aos pais ou responsáveis. Mesmo nos casos em que dois irmãos fazem parte do grupo que receberá o chip, será entregue uma unidade por estudante da Rede Municipal de Ensino. O valor total investido foi de mais de R$ 7,6 milhões na compra das 36 mil unidades, incluindo a renovação do pacote de dados durante todo o ano. 

>> Para receber as informações mais importantes do dia pelo WhatsApp, gratuitamente, basta clicar AQUI!

>> PARA MAIS NOTÍCIAS, SIGA O SCC10 NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK.

Continua depois da publicidade

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desse site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Se inscrever
Notificação de
guest
0 Comentários
Resposta em linha
Ver todos os comentários
publicidade
Botão Topo Botão Topo
fale conosco
siga-nos
© Copyright 2020 SCC - Sistema Catarinense de Comunicações.