Sexta-feira, 07 de maio de 2021.
Segurança compartilhar compartilhar

Governadora de SC e forças de segurança concedem entrevista coletiva sobre tragédia em Saudades

Fabiano Kipper Mai invadiu a creche e matou cinco pessoas, entre elas três crianças com idades entre seis meses e dois anos, uma professora e uma funcionária


De Redação
Data de Publicação: 04/05/2021 17:59
e atualizado em: 04/05/2021 18:44
Foto: Jornal A Sua Voz/Cedido

O crime:

Um jovem invadiu com uma arma branca a creche na manhã desta terça-feira (4). Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública, dois adultos e três crianças morreram na tragédia. De acordo com o assessor jurídico da Prefeitura Municipal, Luiz Fernando Kreutz, três vítimas eram crianças com menos de dois anos. Foi decretado luto oficial de três dias na cidade e no Estado.

>>Jovem invade creche com facão e mata cinco pessoas no Oeste

De acordo com informações do jornal A Sua Voz, o autor teria chegado até a escola de bicicleta e atacado as pessoas com uma Espada Ninja. Enquanto tentavam contê-lo, ele se golpeou com a arma, machucando com gravidade o pescoço. Fabiano Kipper Mai, de 18 anos, seria da cidade de Saudades e gostava muito de jogos virtuais. Ele foi detido e levado sob escolta até o hospital de Pinhalzinho e depois transferido ao Hospital Regional do Oeste (HRO).

Segundo informações da Polícia Militar de Chapecó, a central de atendimento 190 recebeu várias ligação com pedidos de socorro, relatando que o agressor estaria golpeando alunos e professores. PM, Polícia Civil, Bombeiros, Saer e Samu prestam atendimento no local do crime.

“Rapaz era quietão”

Durante a coletiva de imprensa realizada na tarde desta terça-feira (4), o delegado Jerônimo Marçal Ferreira, responsável pela investigação do ataque à escola infantil em Saudades, falou sobre o comportamento de Fabiano Kipper Mai.

Segundo o delegado, era um “rapaz problemático”. Vinha enfrentando bullying na escola, conforme relato de pessoas próximas ao jovem. Era introspectivo, gostava de jogos online e vinha de uma família humilde.

“De acordo com a família, ele era dentro da normalidade. Ninguém esperava por isso”, afirmou o delegado.


>> Para receber as informações mais importantes do dia pelo WhatsApp, gratuitamente, basta clicar AQUI!

>> PARA MAIS NOTÍCIAS, SIGA O SCC10 NO TWITTERINSTAGRAM FACEBOOK.

Continua depois da publicidade

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desse site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Se inscrever
Notificação de
guest
0 Comentários
Resposta em linha
Ver todos os comentários
Botão Topo Botão Topo
fale conosco
siga-nos
© Copyright 2020 SCC - Sistema Catarinense de Comunicações.