Sábado, 08 de maio de 2021.
publicidade
Coronavírus compartilhar compartilhar

Funerais para óbitos após 21 dias do começo dos sintomas da Covid-19, podem acontecer de caixão aberto

Novas recomendações foram divulgadas em nota técnica da Diretoria de Vigilância Sanitária (DIVE).


De Redação
Data de Publicação: 14/12/2020 15:05
e atualizado em: 14/12/2020 15:08

A Diretoria de Vigilância Sanitária (DIVE) atualizou a nova nota técnica 025/2020 a qual orienta sobre a realização de velórios no estado no que se refere às vítimas da Covid-19. De acordo com a atualização, os funerais para óbitos ocorridos após 21 dias ou mais do início dos sintomas de Covid-19, poderão ocorrer com caixão aberto, seguindo as recomendações da DIVE.


Atendendo à atual situação epidemiológica, os funerais deverão acontecer com o menor número possível de pessoas, preferencialmente apenas os familiares mais próximos, para diminuir a probabilidade de contágio e como medida para controlar os casos de Covid-19 e serem realizados somente no dia do sepultamento.
As pessoas devem seguir as medidas de higiene das mãos e de etiqueta respiratória, em todas as circunstâncias, evitando apertos de mão e outros tipos de contato físico entre os participantes do funeral.

Recomenda-se que as pessoas dos grupos mais vulneráveis (crianças, idosos, grávidas e pessoas com imunossupressão ou com doença crônica), não participem nos funerais; bem como, pessoas com sintomas respiratórios.


Os velórios devem ser realizados preferencialmente em capelas mortuárias, com os ambientes ventilados, intensificando a frequência de higienização: das salas, copas, banheiros, maçanetas, mesas, balcões, cadeiras, entre outros.

Continua depois da publicidade

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desse site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Se inscrever
Notificação de
guest
0 Comentários
Resposta em linha
Ver todos os comentários
publicidade
Botão Topo Botão Topo
fale conosco
siga-nos
© Copyright 2020 SCC - Sistema Catarinense de Comunicações.