Sábado, 17 de abril de 2021.

Tatiana Tendo Tempo

[email protected]
Personal Organizer desde 2014. Especialista em Organização Residencial e Corporativa.
Colunistas compartilhar compartilhar

Como ensinar as crianças a ajudar na organização da casa

A criança deve ser estimulada a ter responsabilidades dentro de sua casa, e conforme vai crescendo, essas tarefas devem ser ampliadas.

Data de Publicação: 28/02/2021 16:03
e atualizado em: 28/02/2021 16:42
Foto: Tendo Tempo, divulgação

Acreditem, ensinar as crianças desde cedo a ter rotina, a se organizar e participar dos afazeres domésticos é uma forma eficiente e muito saudável, de desenvolver o seu raciocínio lógico e incentivar a sua autonomia.

Ensinando seu filho a ser organizado, você estará criando uma pessoa mais responsável e independente. E isso ocorre porque, quando se estabelece limites e regras, sempre com coerência e flexibilidade, evita-se a formação de jovens e adultos inseguros, ansiosos e desorganizados, diferente de uma educação excessivamente permissiva.

A criança deve ser estimulada a ter responsabilidades dentro de sua casa, e conforme vai crescendo, essas tarefas devem ser ampliadas.

Pequenas atitudes como: recolher o prato, guardar os brinquedos após o uso, fechar a tampa da privada, estender a toalha molhada, recolher a roupa suja, arrumar a cama, são tarefas simples e que devem ser incorporadas no dia a dia de maneira automática.

Desde pequenos e para que, quando adolescentes, seja algo natural e o adotem como parte de seu comportamento habitual, as atividades de casa devem ser utilizadas como uma norma de respeito e civilidade. Assim, as crianças podem compreender o compromisso de levar adiante uma casa e uma família, além de aprender a colaborar, ter empatia e valorizar os esforços de seus pais.

Seguem algumas dicas que certamente te ajudarão a instituir essa rotina:

EQUILÍBRIO SEMPRE

É imprescindível saber quanto e quando exigir ou permitir. A organização e a disciplina são necessárias para qualquer pessoa ter uma rotina saudável e viver em sociedade. Porém, o excesso de ordem, principalmente quando se trata de crianças, pode se transformar em uma busca obsessiva da perfeição, desencadeando neuroses, alem de criar dificuldades para vencer desafios. Por isso, tenha equilíbrio, e jamais institua uma rotina na base do medo.

ROTINA E PLANEJAMENTO

Os pais devem ensinar seus filhos a terem um planejamento, e nele, devem estar registrados tanto as obrigações, como os bônus.

É extremamente necessário e saudável estabelecer uma rotina diária e fazer com que a criança respeite os horários, principalmente das necessidades básicas. Dessa forma, a estrutura física e psíquica dele também se organiza.
A rotina transmite segurança à criança. Os horários do sono, das refeições, da higiene pessoal e das tarefas escolares não devem ser muito flexíveis para que a rotina seja eficiente. É muito importante restringir o tempo de tela no celular e vídeo game, por exemplo. Da mesma forma, a criança deve crescer tendo o hábito que as obrigações vêm antes do lazer e que é preciso executar uma tarefa por vez para não ter que refazer o trabalho.

Você pode começar por mostrar a maneira de guardar os brinquedos, colocar os livros na estante, não deixar os sapatos jogados pelo quarto e guardá-los, pendurar as toalhas molhadas, guardar a roupa suja e outras inúmeras atividades simples que tornarão seu filho uma pessoa organizada.

É preciso ter consciência de que nem todos os dias da semana são iguais no momento de estabelecer horários diariamente, nas refeições, no estudo, no sono, na higiene e nas brincadeiras. Por isso, é importante fazer tudo de uma maneira tranquila, flexível e prazerosa, evitando mudanças drásticas constantemente. Caso contrário, você somente conseguirá deixar seus filhos desorientados.

ENSINE O VALOR DO TEMPO ÀS CRIANÇAS

É de suma importância ensinar as crianças a cuidarem do seu tempo, para que o aproveitem da melhor forma possível. Isso não significa lotar a agenda da criança com atividades, mas permitir que ela seja criança mesmo! Que é importante ter o horário de fazer a lição, ler um livro, fazer alguma aula extraclasse assim como é importante ter o horário de brincar, ver tv, ficar no celular e jogar videogame. Mostrando a uma criança que ela tem horário para fazer tudo o que ela gosta, contanto que cumpra com as suas obrigações, fica mais fácil de convencê-la.
Ela aprenderá que, se não fizer a lição, não sobrará tempo para fazer o que gosta, e que a disciplina é algo que ela levará para o resto da vida.

Crianças na organização
Foto: Tendo Tempo, divulgação

APRENDA A DELEGAR TAREFAS

Quando a criança percebe que seus familiares dividem as tarefas domésticas, passará a ter uma visão mais realista do mundo, tendo a consciência de que todos nós temos obrigações. Assim, a criança crescerá com a percepção de que todos em casa trabalham em equipe e que desta forma, ninguém ficará sobrecarregado. O importante é delegar tarefas e não centralizar tudo em uma única pessoa. Ensinar uma criança a ser independente é uma das melhores lições que os pais podem oferecer aos seus filhos.

>> Saiba como fazer um desapego consciente

NÃO EXAGERE

Cuidado para não sobrecarregar as crianças e exigir uma perfeição incompatível com sua idade. A busca extremada da perfeição gera medo e angústia na criança, e com ela, a sensação de que nunca conseguirá agradar os pais. A organização tem que ser algo orgânico, automático. De uma maneira lúdica, explique que ser organizado em casa é indispensável para seu desenvolvimento, pois lhe servirá para organizar e enfrentar o mundo que está começando a descobrir.

Qualquer momento e espaço é oportuno para ensinar uma criança a ser organizada em casa. Quanto mais cedo começar, melhor será a assimilação. Dessa forma, com os conhecimentos que a criança for adquirindo a cada dia, ajudamos com que se transforme em qualidades e atitudes que farão ele ou ela se tornar uma pessoa melhor.

SEJA UM EXEMPLO PARA O SEU FILHO

Dê um bom exemplo ao seu filho e ensine como conseguir ser organizado em casa a partir de pequenas atitudes diárias. Assim, você irá implantar naturalmente a ideia de que a bagunça sempre produz nervosismo e dificulta a tarefa de encontrar as coisas. Ao passo que a organização transmite calma, favorece a concentração e ajuda a pensar e raciocinar serenamente.

MOSTRE COMO EXECUTAR AS TAREFAS

A partir dos 02 anos, a criança já pode ajudar em algumas tarefas. Aos 7 ou 8 anos, será capaz de fazer praticamente tudo sozinha – e deve ser incentivada a isso, ainda que, no início, a colcha da cama não fique tão esticadinha e a louça um pouco engordurada.

Como as crianças aprendem por imitação e repetição, para um melhor aprendizado, o ideal é você mostrar na prática (quantas vezes for preciso e com muita paciência) como os pequenos podem executar as tarefas.

DEIXE A CRIANÇA TER ACESSO ÀS SUAS PRÓPRIAS COISAS

Você conhece o método Montessori? O que mais me chama atenção nele é que a criança deve ter acesso aos seus pertences desde nova, para lhe proporcionar independência e segurança. Assim, deixe tudo com o acesso mais fácil possível. Tenha uma estante baixinha com seus brinquedos e livros. Verifique se a cama tem a altura certa para que ela suba e desça com facilidade. Pendure o máximo possível de roupas, principalmente as utilizadas com maior frequência pois isso garantirá uma maior autonomia. Pense na melhor forma de acessibilidade para o seu filho. Veja com os olhos dele e tome providências com base nesse olhar. Afinal, o acesso gera independência.

PRINCIPAIS TAREFAS DA ROTINA DOMÉSTICA:

  • ROUPAS: ensine os pequenos como dobrar e colocar em cabides as peças que estão limpas; e também, o local que as roupas sujas devem ser colocadas. A criança também pode avisar sobre as roupas que estão estragadas ou pequenas.
  • ARMÁRIOS: marque um dia do mês para a organização geral, mostrando-lhe como usar gavetas, cabides, sapateira.
  • BRINQUEDOS E JOGOS: ensine-os de maneira natural, a guardar todos esses objetos logo após o uso, como se a organização realmente fizesse parte da brincadeira. Você precisa passar a ideia de que ter as coisas organizadas é mais prazeroso do que perder tempo procurando aquilo que está perdido por não ter sido guardado anteriormente. Além disso, estimule a doação do que eles não brincam mais.
  • CAMA: é importante que os pequenos aprendam desde cedo a arrumar sua própria cama logo após o café da manhã. Esse certamente será um hábito que ele levará para sempre. E, se por ventura, não ficar bem arrumado nas primeiras vezes, converse com a criança e fale de uma maneira carinhosa e didática o que fazer para melhorar e o auxilie na próxima vez.
Crianças na organização
Foto: Tendo Tempo, divulgação

>> Organizando a casa e a rotina dos idosos

Lembre-se sempre de parabenizá-la por fazer algo corretamente. Dessa forma, você vai estimular a independência e obediência no seu filho, ao mesmo tempo em que trabalha de forma positiva a sua autoestima.

As crianças ainda podem: lavar a louça, colocar a mesa das refeições, recolher as roupas do varal, alimentar e passear com os Pets, passar aspirador, separar o lixo reciclável do orgânico, apagar as luzes nos ambientes que não estão sendo utilizados…

Quando nos organizamos, nossa vida se torna mais tranquila. Uma criança que vive em um ambiente tranquilo tem liberdade para viver, ser feliz, aprender e crescer. Todos se beneficiam da organização. Assuma o controle da sua vida, se não por você, mas pelos seus filhos. Isso é um presente de valor inestimável que você pode dar a eles.


>> Para receber as informações mais importantes do dia pelo WhatsApp, gratuitamente, basta clicar AQUI!

>> PARA MAIS NOTÍCIAS, SIGA O SCC10 NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK.

Continua depois da publicidade

Continua depois da publicidade

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desse site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Se inscrever
Notificação de
guest
0 Comentários
Resposta em linha
Ver todos os comentários
Veja Também
publicidade
Botão Topo Botão Topo
fale conosco
siga-nos
© Copyright 2020 SCC - Sistema Catarinense de Comunicações.