Futebol Compartilhar
Libertadores

Flamengo vence Corinthians pela Libertadores e abre vantagem

Com golaços de Arrascaeta e Gabigol, Rubro-Negro coloca Timão na roda e não tem dificuldade para fazer 2 a 0

Por

• Atualizado

Foto: Marcelo Cortes/ CRF / Divulgação
Foto: Marcelo Cortes/ CRF / Divulgação

via SBT Sports

No duelo entre as duas maiores torcidas do Brasil, o Flamengo conseguiu uma bela vitória por 2 a 0 em plena Neo Química Arena, nesta terça-feira (2), pelo jogo de ida das quartas de final da Libertadores da América. 

Arrascaeta, aos 37 do primeiro tempo, e Gabigol, aos cinco do segundo, diante de mais de 45 mil pessoas, anotaram golaços que dão boa vantagem para o jogo da volta ao Rubro-Negro, que pode até perder por um gol de diferença dentro do Maracanã. O SBT transmite todos os detalhes do desfecho desta história na próxima terça (9), às 21h30. 

A derrota significou a quebra de 21 jogos do Timão sem perder em casa, 18 deles sob o comando de Vítor Pereira – a primeira dele em Itaquera. Do lado do Flamengo, Gabi chegou aos 28 gols na Libertadores, um atrás de Luizão, o maior artilheiro brasileiro da competição. 

O Corinthians chegou à Neo Química Arena sem Willian, de última hora, pois o camisa 10 teve uma tendinite na parte posterior da coxa, além da ausência de Renato Augusto, que não se recuperou de uma lesão na panturrilha a tempo. Assim, o técnico Vítor Pereira escalou três volantes – Cantillo, Du Queiroz e Maycon, com Adson, Gustavo Mosquito e Yuri Alberto na frente. 

Já Dorival Júnior, mesmo com grandes nomes reforçando o elenco rubro-negro, como Vidal e Everton Cebolinha, manteve a mesma escalação que definiu como titular, com Thiago Maia, João Gomes, Eveton Ribeiro e Arrascaeta no meio, Gabigol e Pedro avançados. 

Com a tática de dar a bola ao adversário e pressionar a saída, a primeira boa chegada da partida foi do Corinthians, aos quatro minutos. Depois de uma saída errada da zaga rubro-negra, Mosquito recebeu bela bola de Yuri Alberto, invadiu a área e bateu em cima de Santos. No escanteio, em jogada ensaiada, Maycon finalizou com perigo sobre o gol. 

Aos 11, Thiago Maia chegou para uma dividida mostrando as travas da chuteira para Maycon, que sentiu dores e precisou ser substituído. Com Giuliano como opção na armação, o técnico Vítor Pereira escolheu manter três volantes e colocou Fausto Vera. O meio-campista do Flamengo recebeu cartão amarelo. 

Aos 16, o Mengão criou sua primeira grande chance. Pedro foi colocado cara a cara com Cássio num mágico lançamento de Arrascaeta. Melhor para o goleiro corintiano. O assistente assinalou impedimento, que possivelmente seria revisado pelo VAR.

A partir disso, o jogo ficou moroso, com muitos passes na altura do meio campo e pouca efetividade, até que, aos 32, Arrascaeta desenhou o que faria logo em seguida. O meio-campista encontrou espaço na intermediária do Timão, carregou e chutou colocado no canto de Cássio, que caiu e fez a defesa sem problemas. 

Aos 37, Cantillo errou o passe dentro da área, a bola bateu no braço de João Gomes e sobrou nos pés de Arrascaeta, que chutou no ângulo, sem chances para Cássio. Um golaço, que colocou o Mengão à frente no placar. 

De acordo com a especialista de arbitragem Nadine Basttos, como a bola não bateu no braço do próprio Arrascaeta, que fez o gol, além de o braço de João Gomes estar em posição normal, sem ampliar seu espaço corporal, o gol foi legal. 

Na volta da segunda etapa, Vítor Pereira tirou Adson e Cantillo e colocou Róger Guedes e Giuliano. As alterações não surtiram efeito, o Flamengo continuou controlando as ações do jogo e não demorou a ampliar sua vantagem. 

Aos cinco minutos do segundo tempo, Rodinei se livrou de Fausto Vera pela direita e tocou para Gabigol. O atacante ajeitou para a esquerda, depois de uma derrapada de Balbuena, e bateu colocado de canhota para ampliar a vantagem do Flamengo no jogo. A bola ainda beijou a trave, antes de estufar as redes. 

O Corinthians desenhou uma reação com boas chegadas de Lucas Piton e Giuliano, mas quem chegou mais perto de marcar foi o Flamengo, aos 15. Duas vezes com David Luiz, uma de cabeça e outra de perna esquerda, ambas defesas difíceis para Cássio. 

Até o apito final de Patricio Loustau, o Flamengo continuou com a posse de bola, e o Timão apostando em descidas rápidas. A única mexida de Dorival foi a entrada de Vidal no lugar de João Gomes. Já VP apostou em Geovane, além de Roni, para preencher o meio campo. O resultado manteve-se o mesmo. Por mais que tenha visto seu time ser colocado na roda, o torcida do Timão terminou a partida ao som de “Corinthians minha vida, Corinthians minha história, Corinthians meu amor”. 

No próximo sábado (6), antes do jogo da volta, as equipes têm compromissos pelo Campeonato Brasileiro. O Corinthians vai até a Ressacada enfrentar o Avaí, enquanto o Flamengo joga novamente na capital paulista, no Morumbi, diante do São Paulo. 

CORINTHIANS 0 X 2 FLAMENGO

Local: Neo Química Arena, São Paulo – Brasil
Data: 2/8/2022, às 21h30
Árbitro: Patricio Loustau (ARG)
Assistentes: Juan Belatti (ARG) e Facundo Rodriguez (ARG)
VAR: Germán Delfino (ARG)
Cartões amarelos: Cantillo; Thiago Maia, Rodinei
Gols: Arrascaeta, aos 37? do 1°T; Gabigol, aos 5? do 2°T

CORINTHIANS: Cássio, Fagner, Bruno Méndez, Balbuena e Lucas Piton; Du Queiroz (Roni), Cantillo (Giuliano) e Maycon (Fausto Vera); Adson (Róger Guedes), Gustavo Mosquito (Giovane) e Yuri Alberto. Técnico: Vítor Pereira

FLAMENGO: Santos, Rodinei, David Luiz, Léo Pereira e Filipe Luís; Thiago Maia, João Gomes (Vidal), Everton Ribeiro e Arrascaeta (Victor Hugo); Pedro (Everton Cebolinha) e Gabigol (Lázaro). Técnico: Dorival Júnior

>>> PARA MAIS NOTÍCIAS, SIGA O SCC10 NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK.

Veja mais