Empreender
templates/template-single-article-texto
block/article/header
Empreender Compartilhar
Empreendedorismo

Jovem do Sul de Santa Catarina cria empresa de cogumelos orgânicos

Busca cada vez maior por alimentação saudável motivou o novo negócio

block/article/social-network
block/article/content__sidebar
Jovem do Sul de Santa Catarina cria empresa de cogumelos orgânicos
Cultivo de cogumelos no Sul de SC. Foto: Marco Búrigo

Em meio à crise causada pela pandemia do novo coronavírus, um negócio curioso têm rendido bons resultados na região Sul de Santa Catarina: o cultivo de cogumelos orgânicos. A ideia foi do empreendedor Felipe Monsoni, de 22 anos, que montou a empresa na comunidade do Ronco D’água, no limite entre os municípios de Morro da Fumaça e Içara.

Felipe investiu cerca de R$ 30 mil para dar início à empresa e está em busca do auxílio do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) para organizar ainda mais o negócio. Ele usa para o cultivo uma pequena parte da propriedade de 10 hectares da família, terras que já foram utilizadas na plantação de fumo e também na criação de gado.

Felipe Saviato Monsavi, empreendedor. Foto: Marco Búrigo

O conhecimento sobre o cultivo de cogumelos veio após um curso que o jovem fez em Canela, na Serra Gaúcha. Lá ele convidou um dos palestrantes, que era de Florianópolis, a prestar consultoria para o novo negócio. E foi assim, pensando em inovar em um mercado onde as pessoas buscam cada vez mais uma alimentação saudável, aliada ao hábito de comprar produtos por delivery, que chegou o impulso para tirar do papel a vontade de empreender. E é desse jeito, entregando os cogumelos frescos que a ideia está dando certo.

“O cogumelo é um ser vivo, então cuidamos dele como se fosse uma pessoa. A cada dia que passa estamos aprendendo a lidar com ele, utilizando os recursos que temos, sempre buscando entregar para o consumidor o produto fresco”, conta o jovem.

Atualmente, a empresa produz cerca de 50 quilos de cogumelos por mês, que são vendidos em bandejas de 200 gramas. A venda é feita para lojas de produtos naturais, restaurantes ou até para consumidores finais. Os substratos, necessários para o cultivo dos desses fungos, são da cidade de Itajaí. A intenção num futuro é produzir o próprio substrato e chegar a uma produção de até 500 quilos por mês.

Entre no grupo do SCC10 e receba as principais notícias da sua região pelo WhatsApp

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp

block/article/tags
block/article/query-columnist
publicidade
publicidade
block/article/social-network
block/general/block-plus-news

Veja mais