Economia Compartilhar
Redução

Com redução, gasolina chega a ser vendida a R$ 4,92 no Brasil

O preço foi o menor observado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis no período de 24 a 30 de julho

Por

• Atualizado

Foto: FreePik | Banco de Imagens | Reprodução
Foto: FreePik | Banco de Imagens | Reprodução

Após a Petrobras anunciar uma redução de R$ 0,15 na venda às distribuidoras, o litro da gasolina chegou nesta semana a R$ 4,92 no estado de São Paulo. O preço foi o menor observado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) no período de 24 a 30 de julho.

O valor mais alto do país foi observado no Amazonas: R$ 7,40. Na média, o Amapá tem o litro mais barato (R$ 5,22), enquanto o Rio Grande do Norte tem o mais caro (R$ 6,21). A média nacional está em R$ 5,74.

Redução

A Petrobras anunciou, na quinta-feira (28), uma redução na venda do preço da gasolina para distribuidoras. O valor médio no combustível passou de R$ 3,86 para R$ 3,71, uma diminuição de R$ 0,15 por litro.

A medida começou a valer na sexta-feira (29), e a expectativa da estatal é de uma redução de R$ 0,11 no preço aos consumidores. Isso porque o combustível vendido em postos não leva em conta apenas a gasolina, mas mistura, obrigatoriamente, o combustível do tipo A (73%) com o etanol anidro (27%). 

Diesel

Rio de Janeiro e São Paulo registraram os menores preços do óleo diesel na semana (R$ 6,29). Assim como aconteceu com a gasolina, o valor máximo foi observado no Amazonas, onde o litro foi encontrado a R$ 9,00.

Na média, Sergipe tem o litro do diesel mais barato (R$ 7,07), enquanto o Acre tem o mais caro (R$ 8,47). A média nacional ficou em R$ 7,42.

>>> PARA MAIS NOTÍCIAS, SIGA O SCC10 NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK

publicidade
publicidade

Veja mais