Dolmar Frizon

É colaborador da Fecoagro e editor-chefe do programa Cooperativismo em Notícia, veiculado pelo SCC SBT. Foi repórter esportivo por 22 anos.


Agronegócio Compartilhar
Dolmar Frizon

Abiec busca abertura do mercado da Coreia do Sul

Os sul-coreanos importaram 900 mil toneladas de carne bovina em 2021, segundo dados da Abiec.

Por

• Atualizado

Foto: Abrafrigo | Divulgação
Foto: Abrafrigo | Divulgação

A Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec) participou de missão à Coreia do Sul da comitiva liderada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil) visando colaborar com negociações para abertura de mercado.

“O objetivo da missão da Abiec é trabalhar na abertura do mercado daquele país para a compra de carne bovina brasileira”, disse a entidade em nota divulgada no fim da semana passada.

O presidente da Abiec, Antônio Jorge Camardelli, e a diretora técnica da entidade, Cinthia Torres, se reuniram com o embaixador do Brasil na Coreia do Sul, Luís Henrique Sobreira, e com o adido agrícola do Brasil em Seul, Ricardo Zanatta Machado, para apresentar informações atualizadas sobre a carne bovina brasileira a serem usadas nas negociações.

“A Coreia do Sul é um importante mercado consumidor de proteína animal e, a exemplo de outros mercados para onde já exportamos, queremos atuar como parceiros, fornecendo carne bovina com a qualidade brasileira que outros países já conhecem”, disse Camardelli.

Camardelli e Cinthia também se reuniram com importadores coreanos e participaram da Feira Seoul Food durante a missão. A comitiva segue para o Irã, após a agenda na Coreia do Sul.

Os sul-coreanos importaram 900 mil toneladas de carne bovina em 2021, segundo dados da Abiec.

Fonte: CarneTec

>> PARA MAIS NOTÍCIAS, SIGA O SCC10 NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK.

publicidade
publicidade

Veja mais