Direto Ao Voto Compartilhar
Eleições 2022

Bolsonaro indica quem deve ser seu vice nas eleições 2022; veja o nome

Anúncio foi feito no domingo (26) durante entrevista ao Programa 4 por 4

Por

• Atualizado

Foto: Marcello Casal | Agência Brasil | Reprodução
Foto: Marcello Casal | Agência Brasil | Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro (PL) revelou no domingo (26) que pretende anunciar, nos próximos dias, que o ex-ministro da Defesa e Casa Civil general Braga Netto será candidato a vice-presidente da República em sua chapa nas eleições deste ano.

A revelação foi feita na mesma entrevista, ao Programa 4 por 4, na qual o presidente voltou a se posicionar de forma contrária à prisão do ex-titular do MEC Milton Ribeiro. De acordo com Bolsonaro, sua pré-campanha à reeleição dispõe de outros “excelentes nomes” para ser candidato a vice, como a ex-ministra da Agricultura Tereza Cristina.

“Outros excelentes nomes, o general Heleno quase foi o meu vice lá atrás, entre tantos nomes, pessoas maravilhosas, fantásticas, mas que vinha sendo trabalhado ao longo do tempo que vice é só um”, pontuou.

Além disso, ele elogiou Braga Netto:

“Tem uma vida de 45 anos de serviço na caserna, foi interventor por um ano aproximadamente no Rio de Janeiro, veio para o nosso governo, pegou a difícil missão da Casa Civil também durante a pandemia e foi para o Ministério da Defesa, se desincompatibilizou para poder ficar livre aí para disputar um cargo eletivo. Então é uma pessoa que eu admiro muito, é uma pessoa que vai, caso a gente consiga uma reeleição, caso a população assim entenda, uma pessoa que vai ajudar e muito o Brasil nos próximos anos”.

Outro assunto sobre o qual Bolsonaro falou na entrevista foi a condenação da ex-presidente da Bolívia, Jeanine Añez a dez anos de prisão. De acordo com o chefe do Executivo federal, o governo brasileiro está “pronto para receber o asilo dela como desses outros que foram condenados a dez anos de cadeia, mas pelo que eu sei não estão presos ainda, talvez estejam em outros países por aí”.” Um inclusive deve estar no Brasil. Se estiver, não vai sair daqui, enquanto pelo menos eu for presidente”

Bolsonaro classificou a prisão dela como injusta, a chamou de pessoa “bastante simpática” e acrescentou:

“O Brasil está realmente botando em prática a questão de relações internacionais, a questão de direitos humanos, para ver se oferece para a Jeanine Añez o asilo aqui no Brasil, porque eu considero ela ser condenada por atos antidemocráticos, lembra muito o inquérito que está correndo aqui no STF, do mesmo rótulo, é uma injustiça com uma mulher presa na Bolívia”.

O inquérito ao qual se referiu foi arquivado no ano passado.

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

publicidade
publicidade

Veja mais