Trânsito
templates/template-single-article-texto
block/article/header
Trânsito Compartilhar
IMPRUDÊNCIA

Motorista que estava no racha é preso por homicídio em Florianópolis; entenda

O homem foi preso por homicídio doloso, quando o autor sabe dos riscos do ato cometido

block/article/social-network
block/article/content__sidebar
Motorista que estava no racha é preso por homicídio em Florianópolis; entenda
Motorista foi encaminhado à Delegacia de Polícia de Florianópolis | Foto: Dilnei Pacheco/SCC SBT

Uma mulher ficou gravemente ferida e um homem morreu após sofrerem um acidente de carro no Centro de Florianópolis, na quinta-feira (19). A ocorrência foi causada por um motorista envolvido em um racha, que colidiu contra o carro do casal, que estava parado no semáforo. O motorista do veículo não ficou ferido e foi preso por homicídio doloso.

Segundo o delegado titular da Central de Plantão Policial, Rodolfo Cabral, o homem foi preso por homicídio doloso duplamente qualificado: por motivo torpe e fútil e por participação de racha. Ele é servidor público natural de Brasília e mora em Florianópolis há 40 anos.

Confira trecho da entrevista concedida ao SCC:

O homem, de 40 anos, fez teste de bafômetro e não apresentou sinais de embriaguez. Ainda segundo informações do delegado Cabral, o motorista nega ter participado de racha, mas admite ter dirigido acima do limite da velocidade. A 5ª Delegacia de Polícia está com as imagens para investigar o percurso e as placas dos outros dois carros envolvidos.

Em nota, a defesa do motorista preso negou que ele estava realizando um racha e afirmou que lamenta o ocorrido. “Com efeito e conforme restará sobejamente demonstrado, o lamentável episódio foi um infeliz acidente de trânsito, cujas consequências atingiram, em maior ou menor grau, todos os envolvidos”, diz a nota, que informa que o mesmo irá prestar assistência aos envolvidos no acidente.

Confira a nota na íntegra:

“A defesa técnica do motorista envolvido no fatídico acidente, capitaneada pelos Drs. Mathaus Agacci e Anderson Almeida, da banca Agacci & Almeida Advocacia Criminal, informa que o motorista lamenta profundamente o ocorrido e repudia qualquer alegação de ter participado de qualquer espécie de corrida/competição popularmente classificada como ‘racha’. Com efeito e conforme restará sobejamente demonstrado, o lamentável episódio foi um infeliz acidente de trânsito, cujas consequências atingiram, em maior ou menor grau, todos os envolvidos. Registre-se, por fim, que o motorista está absolutamente disposto a prestar toda e qualquer assistência aos demais envolvidos no fatídico acidente, bem assim aos seus familiares”.

Entenda:

>> Siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Entre no grupo do SCC10 e receba as principais notícias da sua região pelo WhatsApp

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp

block/article/query-columnist
publicidade
publicidade
block/article/social-network
block/general/block-plus-news

Veja mais