Coronavírus
templates/template-single-article-texto
block/article/header
Coronavírus Compartilhar
Higienização

Vai viajar? Confira como higienizar corretamente a mala

Em tempos de pandemia, cuidados com a limpeza são fundamentais no combate ao vírus

block/article/social-network
block/article/content__sidebar
Vai viajar? Confira como higienizar corretamente a mala
Foto: Pixabay

O setor de turismo está entre os que mais sofreram restrições diante da pandemia. Mas, mesmo assim, alguns deslocamentos são necessários e continuam acontecendo.  Por isso, nestas situações é muito importante ficar atento à higienização dos espaços, distanciamento social e, principalmente, redobrar os cuidados com a higienização de malas e outros objetos utilizados na viagem.

Segundo Eliene Alves, governanta do Faial Prime Suítes, a limpeza com sabão ou outras substâncias desinfetantes, como álcool 70%, deve ser feita sempre que você chegar no hotel ou em casa. Por isso, a primeira dica é escolher espaços que ofereçam acomodações e serviços de acordo com as determinações dos órgãos de saúde. Com normas e comportamentos de hospitalidade, ideais para enfrentar os desafios de saúde e segurança apresentados pelo atual ambiente pandêmico.

Higienização da mala

A limpeza da mala depende do material de que ela é feita. Malas rígidas, de policarbonato, podem ser limpas com água e sabão. Já as forradas com tecido ou couro devem ser higienizadas conforme orientação do fabricante. A maior parte dos tecidos aceita a aplicação de álcool 70%, no entanto, é preciso certificar-se antes de aplicar para não danificar o material.

De todo modo, o coronavírus permanece em superfícies plásticas por até 48 horas, em outros materiais, a vida média é de 24 horas, sendo que nas primeiras sete horas, metade do vírus é eliminada das superfícies. Na impossibilidade de higienizar a mala, é recomendado deixá-la de quarentena por dois dias.

E os objetos trazidos dentro da mala?

Segundo infectologistas, as chances de os objetos dentro de uma mala que foi despachada estarem contaminados é praticamente nula, pois o filtro HEPA, utilizado para filtrar o ar nas aeronaves é bastante eficiente contra o vírus. O maior risco de contaminação está nos objetos que são manipulados durante a viagem.

Mesmo assim, é possível passar um pano com álcool 70% na carteira, nos documentos, nos cartões de crédito, nos fones de ouvido (utilize uma haste de algodão para desinfetar dentro, no caso de fones intra-auriculares) e no celular. As roupas podem ser lavadas normalmente, embora não seja necessário higienizar as que estiverem dentro da mala.

Lembre-se de levar máscaras de proteção extras durante a viagem e a sua estadia. Elas são de uso individual e devem ser utilizadas nas ruas ou em áreas comuns de hotéis e outros estabelecimentos.

Entre no grupo do SCC10 e receba as principais notícias da sua região pelo WhatsApp

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp

block/article/tags
block/article/query-columnist
publicidade
publicidade
block/article/social-network
block/general/block-plus-news

Veja mais