Roberto Azevedo

Roberto Azevedo tem 37 anos de profissão, 15 deles dedicados ao colunismo político. Na carreira dirigiu equipes em redações de jornal, TV, rádio e internet nos principais veículos de Santa Catarina. Estudou jornalismo, na UFSC, e direito, na Furb.


Direto Ao Voto Compartilhar
Eleições 2022

Vice de Jorginho ainda não foi oficializada pelo pré-candidato 

Senador não confirmou a informação do nome da delegada de Polícia aposentada Marilisa Bohem, de Joinville

Por

• Atualizado

CARLOS MELLO/DIVULGAÇÃO
CARLOS MELLO/DIVULGAÇÃO

Para alguns assessores de Jorginho Mello, pré-candidato do PL ao governo, não passa de especulação o nome da delegada aposentada da Polícia Civil Marilisa Bohem para vice, enquanto para outros do staff do senador a situação está “bem encaminhada”, ou seja, pode até ser confirmada, mas ainda não o foi.

A situação está criada por conta de um elemento nesta construção da chapa, que já tem Jorge Seif Júnior ao Senado: a falta da oficialização por parte de Jorginho, que deverá fazer o anúncio na convenção desta sexta (5), que começa às 20h, na Associação Catarinense de Medicina. 

Caberá ao pré-candidato do PL se manifestar e não ao vazamento atribuído a deputados, depois que Jorginho se encontrou com a bancada estadual, na quarta (3) e recebeu integral apoio do time legislativo (foto). 

Jorginho não é daqueles que terceiriza este tipo de informação, tampouco tergiversa sobre questões que dependem de sua confirmação, o que sugere que, de repente, o nome deve ter servido para que passasse por avaliação, embora Marilisa não seja conhecida no Estado, mas tenha disputado de vice na chapa do tucano Marco Tebaldi à prefeitura de Joinville, em 2016, quando estava no PSDB.  

Tebaldi, já falecido e que já havia administrado a cidade por duas vezes, ficou em terceiro e não foi para o segundo turno.  

Escalado na convenção 

O senador Romário de Souza Faria (PL-RJ) foi confirmado como uma das presenças na convenção do PL nesta sexta (5), em Florianópolis. 

O baixinho, que foi responsável por dar uma Copa do Mundo de futebol ao Brasil, em 1994, é candidato à reeleição e o significado da participação é dizer que Jorginho está, mais do que nunca, alinhado com o presidente Jair Bolsonaro (PL). 

Por falar em futebol

Comissão do Esporte da Câmara dos Deputados aprovou uma destas coisas que faz a gente pensar se o trabalho parlamentar não precisa de ajustes ou, no mínimo. de um puxão de orelhas.

Criou uma comissão externa para acompanhar os treinamentos da Seleção Brasileira de Futebol sob o pretexto de que o esquadrão nacional está desacreditado para a disputa do Mundial no Catar.

O Brasil terminou as eliminatórias sul-americanas invicto e dá para assegurar que a credibilidade dos comandados do técnico Tite é bem maior do que a dos integrantes da Comissão na Câmara, que, para a nossa alegria, não possui integrantes da bancada catarinense, mas muitos em busca de um passaporte para ganhar estadia e ingressos para a competição.

Missão da Fecomércio 

Uma das primeiras ações do recém-empossado presidente da Fecomércio, Hélio Dagnoni, será apresentar aos candidatos ao governo a Carta do Comércio. 

O documento também será encaminhado aos candidatos a deputado e contém as principais demandas dos empresários catarinenses do setor de comércio de bens, serviços e turismo. 

>> PARA MAIS NOTÍCIAS, SIGA O SCC10 NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK. 

publicidade
publicidade

Veja mais