Roberto Azevedo

O jornalista Roberto Azevedo tem 39 anos de profissão, 17 deles dedicados ao colunismo político. Na carreira, dirigiu equipes em redações de jornal, TV, rádio e internet nos principais veículos de Santa Catarina.


Direto Ao Voto Compartilhar
Eleições 2024

A força que Bolsonaro dá na pré-campanha também gera polêmicas e disputas

Foto do ex-presidente com Clésio Salvaro e Wagner Espíndola caiu como uma bomba em Criciúma

• Atualizado

Por

Wagner Espíndola, Jair Bolsonaro e Clésio Salvaro. Divulgação
Wagner Espíndola, Jair Bolsonaro e Clésio Salvaro. Divulgação

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) disse, sem confirmar, que até pode visitar Criciúma e que, se for, tomará um café com o prefeito Clésio Salvaro (PSD), que o visitou na sede do PL, em Brasília, nesta quinta-feira (13), junto com o pré-candidato à prefeitura, Wagner Espíndola (PSD), o Waguinho. Esta situação, registrada em foto, é capaz de gerar um desconforto geral no partido do governador Jorginho Mello, que tem o deputado federal Ricardo Guidi (PL) como o escolhido para disputar o cargo no município.

O mais interessante é que foi o senador Jorge Seif (PL) quem articulou a conversa, de forte conteúdo eleitoral, não só por ser Salvaro o responsável pela saída de Guidi do PSD, mas por ser o maior adversário do PL neste momento na maior cidade do Sul do Estado. Não há como não conceituar o encontro de, no mínimo, estranho, embora a justificativa seja a de que Seif é próximo do prefeito Salvaro, um conservador reconhecido não de hoje, e que o fato de ter sido filiado ao PSDB durante anos não modificou.

Waguinho sorridente ao lado de Bolsonaro torna-se um trunfo para a pré-candidatura patrocinada por Salvaro e o pelo deputado Julio Garcia. Mesmo que o ex-presidente não diga uma palavra de apoio ou não dê a entender, o pré-candidato do PSD ganhou uma visibilidade que muitos integrantes da sigla não terão, com forte repercussão junto ao eleitorado local majoritariamente bolsonarista.

A saber como reagirão Guidi e Jorginho, além de fortes defensores da chapa do PL, como os deputados Jessé Lopes e Daniel Freitas, nesta verdadeira bola nas costas. Nem dá para culpar a Inteligência Artificial pelo registro.

Jorginho reforça Adeliana e Orvino se encontra com Júlia Zanatta

O mesmo sentido de ter Bolsonaro por perto é o que tem movimentado os bastidores da campanha em São José, na Grande Florianópolis, quarto maior colégio eleitoral catarinense. A estratégia do prefeito Orvinho Coelho de Ávila (PSD), tem sido minar a pré-candidatura da ex-prefeita e ex-aliada Adeliana Dal Pont (PL) junto ao eleitorado conservador, enquanto Adeliana recebe o apoio do principal integrante do partido no Estado, o governador Jorginho Mello, presidente estadual da sigla.

Na terça-feira (11), Jorginho foi a São José em uma uma reunião com pré-candidatos, representantes de associações empresariais, lideranças religiosas e apoiadores para discutir propostas e o futuro da cidade e foi só elogios para Adeliana. O partido terá 244 pré-candidatos a prefeito e mais de 2,8 mil candidatos a vereador, mas São José está na rota de estresse com os pessedistas, pois na vizinha Florianópolis, o acordo é outro: Jorginho acertou com o prefeito Topázio Neto (PSD), que o PL indicará o vice na chapa à reeleição. Assista ao vídeo:

Em Brasília, Orvino se encontrou com a deputada federal Júlia Zanatta (PL) para agradecer emendas parlamentares e aproveitou para encher a bola de Bolsonaro durante a pandemia, motivo do desarranjo com Adeliana, que criticou alguma ações do então presidente. Orvino fez elogios ao ex-inquilino da Presidência, disse sentir saudade, mas também espinafrou o atual governo, de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), ao dizer que não repassou recursos a São José. Mas o Palácio do Planalto tem registrado mais de R$ 75 milhões em recurso destinados à prefeitura, o que sugere maior prudência, já que, se continuar na prefeitura, o atual prefeito pessedista conviverá com mais dois anos de administração lulista.

Orvino fez o discurso que agrada ao bolsonarista ao lado de Júlia, que não fez manifestação pública de apoio à reeleição, porém também não disse que não. A tentativa do prefeito é se aproximar de eventuais conservadores descontentes, amealhar votos e ficar com a imagem de que está com Bolsonaro, ou melhor, sempre esteve. Assista ao vídeo:

Quem são os pré-candidatos em São José:

Antônio Battisti (PT)

Adeliana Dal Pont (PL)

Orvino Coelho de Ávila (PSD) – 

Sargento Zenon (DC)

Escolhido pelo ex-presidente também foi a Brasília

Jair Bolsonaro e Peeter Grando, em Brasília. Divulgação

O empresário Peeter Lee Grando (PL), escolhido indiretamente por Bolsonaro, que deu carta branca ao prefeito Fabrício Oliveira para definir o pré-candidato em Balneário Camboriú, esteve na sede do PL para tirar aquela foto com o ex-presidente. É mais uma etapa no processo interno do partido que ainda convive com o desejo do deputado estadual Carlos Humberto (PL), ex-vice-prefeito da cidade por duas vezes, em concorrer à prefeitura.

Peeter também esteve no Congresso, acompanhado pelo senador Jorge Seif (PL), onde recebeu o apoio de parlamentares da Câmara e do Senado. Um deles, o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ). A eleição em Balneário Camboriú interessa a Jari Bolsonaro, já que o filho 04, Jair Renan, é pré-candidato a vereador.

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Quer receber notícias no seu whatsapp?

EU QUERO

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Fale Conosco
Receba NOTÍCIAS
Posso Ajudar? ×

    Este site é protegido por reCAPTCHA e Google
    Política de Privacidade e Termos de Serviço se aplicam.