×
×

Escolha sua região:

Quarta-feira, 26 de janeiro de 2022. Santa Catarina Mude de região ▼
MENU
O portal da notícia
em Santa Catarina.
BUSCAR
Prisco Paraíso
MENU
BUSCAR
Prisco Paraíso
publicidade
block/single-columnist/block-header

Prisco Paraíso

Comentarista político no SCC SBT desde 2015, atuando nos dois jornais da emissora: SBT Meio-dia e SBT News. 

[email protected]
block/article/header
Prisco Paraíso Compartilhar

Prisco Paraíso

Numa única tacada, Carlos Moisés desagrada PP e MDB

O mandatário sacrificou o técnico Arthur Fey para acomodar o ex-governador Eduardo Moreira.

block/article/social-network
block/article/content__sidebar
Numa única tacada, Carlos Moisés desagrada PP e MDB
Foto: SECOM / Divulgação.

Numa única tacada, o governador Moisés da Silva conseguiu desagradar lideranças antagônicas de partidos antagonistas como o Progressistas (PP) e o MDB.

O mandatário sacrificou o técnico Arthur Fey para acomodar o ex-governador Eduardo Moreira, já devidamente nomeado. Falta, ainda, o aval do Banco Central. Movimento que foi um erro estratégico do governador.

Moreira, que pilotou o MDB por 10 anos, está longe, mas muito longe de ser unanimidade (muito ao contrário) dentro do seu próprio partido. O emedebista também é inimigo mortal do senador Esperidião Amin, inclusive com contenciosos judiciais de parte a parte.

Significa que Moisés se afasta por completo do Progressistas.

Envelheceu

Não custa lembrar que o atual governador foi eleito como representante da nova política, defendendo a ética e a moral. Eduardo Moreira não se encaixa neste perfil. Está com os bens indisponíveis por conta de investigações que remontam ao período em que Eduardo Moreira presidiu a Celesc.

Visita indigesta

Já no contexto mais recente da Operação Alcatraz, Moreira teve seu celular e documentos apreendidos também pela Polícia Federal, que cumpriu mandado de busca e apreensão na casa do ex-governador.

Fraudes

A Alcatraz investiga contratos superfaturados e fraudulentos na Secretaria de Administração e outros segmentos do estado. Aliás, Moisés assumiu e fechou as torneiras.

Sanguessuga

O salário no BRDE gira em torno de R$ 60 mil mensais, mais a pensão de ex-governador, além de pensão parcial como ex-deputado e aposentadoria como médico.

Nessa toada, temos, de fato, a nova velha política de sempre!

Mello líder

O senador Jorginho Mello (PL-SC) foi indicado vice-líder do Governo no Senado nesta quinta-feira (13/08). Com isso, a sua atuação ganha ainda mais musculatura, já que poderá falar em nome do Governo em todas as votações da Casa.

Gratidão

Até então, como uma das lideranças do Congresso, Jorginho tinha sua participação focada na agenda de votações de PLNs (Projetos de Lei do Congresso Nacional) e vetos. “Agradeço o presidente Jair Bolsonaro por mais esta deferência e prova de confiança no meu trabalho”, disse o senador. O nome de Jorginho Mello já está no site do Senado.

Ditadura

A Polícia Federal foi às ruas e prendeu o ex-deputado e presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson. O mandado é de prisão preventiva (que não tem prazo estipulado para acabar).

Xerife

A autorização da prisão partiu do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).  A ordem foi dada dentro do chamado inquérito da milícia digital, que é uma continuidade do inquérito dos atos antidemocráticos.

Canalhice

Jefferson postou numa rede social que a PF chegou a fazer buscas na casa de parentes pela manhã.

“A Polícia Federal foi à casa de minha ex-mulher, mãe de meus filhos, com ordem de prisão contra mim e busca e apreensão. Vamos ver de onde parte essa canalhice”, escreveu o ex-deputado.


>> PARA MAIS NOTÍCIAS, SIGA O SCC10 NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK.

query/article/query-columnist
publicidade
block/article/social-network
block/general/block-plus-news