Colunistas
templates/template-single-article-texto
block/single-columnist/block-header

Prisco Paraíso

Comentarista político no SCC SBT desde 2015, atuando nos dois jornais da emissora: SBT Meio-dia e SBT News. 

[email protected]
block/article/header
Colunistas Compartilhar
Prisco Paraíso

Bastidores da política catarinense estão fervendo

São movimentos os mais variados.

block/article/social-network
block/article/content__sidebar
Bastidores da política catarinense estão fervendo
Foto: Divulgação, TSE

A política em Santa Catarina está efervescente. São movimentos os mais variados. Isso que estamos ainda a pouco mais de dois meses do prazo fatal das convenções homologatórias. Na quarta-feira à noite, ocorreu a filiação ao PSD do prefeito da Capital, Topázio Neto, na presença do presidente nacional, Gilberto Kassab, o dono da legenda no país.
Ex-governador e ex-senador Jorge Bornhausen também assinou ficha e volta às hostes pessedistas com as bênçãos de Kassab.

Além dessa filiação, que fortaleceu o PSD Barriga-Verde, o deputado Julio Garcia foi procurado, na mesma quarta-feira, por Antídio Lunelli. O emedebista fez um movimento inteligente. Ele sabe que não tem nenhuma possibilidade de trazer o PSD, que atropelou Raimundo Colombo para fechar com Gean Loureiro. O encontro com Garcia e a foto, naturalmente, tiraram um pouco dos holofotes do rescaldo da reunião de prefeitos e deputados do MDB com Moisés da Silva.

Em pré-campanha

Antídio Lunelli segue na estrada, com agendas pré-eleitorais em todo o Estado. O presidente estadual do MDB, Celso Maldaner, não tomou conhecimento da carta subscrita por várias lideranças do partido pedindo a convocação da Executiva.

Crioulo doido

Segundo Maldaner, isso não é questão para ser tratada pela executiva. Seria pelo Diretório,  mas para decidir o que mesmo? Um encaminhamento diferente das prévias que aclamaram Antídio Lunelli como pré-candidato? Ou seja, para desfazer as prévias? Isso não existe, obviamente. Um verdadeiro samba do crioulo doido.

Prazo fatal

A leitura de Celso Maldaner é que as prévias consagraram Antídio e que se não houver uma decisão unilateral dele, somente na convenção poderá haver outro encaminhamento. Que os dissidentes apresentem outro nome ou que se manifestem pelo apoio a Moisés formalmente no momento oportuno. Aí os convencionais vão dizer qual caminho querem seguir.

Prefeiteatas

Paralelamente a isso, Moisés, que já havia recebido os prefeitos do PP, depois os do MDB, foi o anfitrião, na quarta-feira, dos alcaides tucanos. Mais de 30 mandatários. Clésio Salvaro, o principal nome tucano, não estava, mas esteve com o governador um dia antes e deixou claro seu apoio a ele. Moisés, diferentemente de Bolsonaro, é um governador de gabinete e inaugurou a era das “prefeiteatas”, caravanas de prefeitos recebidos no Palácio de olho nos convênios e outros recursos.

Holofote

Também na quarta-feira acompanhamos a eleição de Geovania de Sá como um dos sete membros titulares da Mesa Diretora da Câmara Federal.

Musculatura

Isso pode fortalecê-la ainda mais como uma opção tucana para a majoritária, como vice de Moisés da Silva, por exemplo. Ou mesmo concorrendo ao Senado. Ela está no segundo mandato de federal. Na primeira eleição, conquistou 52 mil votos. Na reeleição, praticamente dobrou a votação. É uma liderança consolidada no Sul e dentro do PSDB, partido que preside no estado, embora esteja licenciada para não misturar os canais com seu projeto eleitoral.

Registro

Nunca antes na história de Santa Catarina, uma parlamentar esteve na mesa que comanda os trabalhos no Legislativo Federal. Geovania de Sá demonstra capacidade de articulação e prestígio político entre seus pares federais.

>>> PARA MAIS NOTÍCIAS, SIGA O SCC10 NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK

block/article/tags
block/article/query-columnist
publicidade
publicidade
block/article/social-network
block/general/block-plus-news

Veja mais