×
×

Escolha sua região:

Sábado, 04 de dezembro de 2021. Santa Catarina Mude de região ▼
MENU
O portal da notícia
em Santa Catarina.
BUSCAR
Gastronomia
MENU
BUSCAR
Gastronomia
publicidade
block/single-columnist/block-title

Gustavo Maresch

Bacharel em Gastronomia e mestre em Turismo e Hotelaria. Atualmente é professor e coordenador de curso na área da Gastronomia no IFSC.

[email protected]
block/article/header
Gastronomia Compartilhar

Gustavo Maresch

Os cafés mais caros do mundo

Você já bebeu algum café exótico ? Conheça os cafés mais caros existentes no Brasil e no mundo e entenda como esse processo natural acontece.

block/article/social-network
block/article/content__sidebar
Os cafés mais caros do mundo
Foto: acervo pessoal do autor – Rodrigo Gomes Leite

Olá amigos leitores do portal, desejo um excelente dia e que nossa semana seja regada de boas energias e excelentes cafés.

Hoje volto a escrever sobre os cafés mais caros do mundo, em um artigo anterior aqui no portal escrevi sobre o CAFÉ DO JACÚ, espécie de ave que vive em algumas regiões do Brasil, café esse orgânico e um dos cafés mais exóticos e caros do Brasil.

No mundo todo existem várias espécies de animais que contribuem com seu aparelho digestivo na qualidade do café, sim, esses animais e aves consomem os grãos maduros, depois liberam através das fezes, onde são colhidos por profissionais e feito todo o processo até chegar na sua xícara.

Um dos cafés mais caros do mundo, se chama MARFIN NEGRO, esse café é produzido mais ao norte da Tailândia e tem como seu aliado o elefante. Em algumas regiões da Tailândia, o elefante é um animal sagrado, mas em muitos lugares de lá é usado para expor o animal a turistas e trabalhos que exigem muito esforço físico dos elefantes. Mas tem fazendas que usam animais somente para um motivo, ingerir frutas do cafezeiro. O processo é semelhante a todos os outros que tem animal no processo do café.

Mas com o elefante, o sabor do café fica diferente, pois o animal além de comer essas cerejas de cafés, consomem muita banana e cana-de-açúcar, com isso esses sabores se misturam com os grãos de cafés no sistema digestivo do elefante. A fermentação misturada de todos esses elementos quebra o amargor do café, na xícara o café é aveludado, extremamente suave com uma doçura incrível.

Mas porque tão caro?

Assim como outros cafés exóticos, onde o grão é liberado por animais após expelir através das fezes, o processo é artesanal e árduo, deve-se encontrar essas fezes pelo chão e colher os grãos. Com o elefante não é diferente, porém é extremamente difícil encontrar grãos inteiros nas fezes do animal, pois o elefante mastiga as cerejas do café, quebrando muitos grãos. Pra se ter uma ideia, a cada 35kg de café ingerido pelo animal, somente 1kg consegue ser recuperado. No mercado uma xícara deste café pode chegar até 250 reais.

Não tem necessidade de se pagar tão caro por uma xícara de café, nosso café aqui do Brasil é um dos melhores do mundo e preços bem mais acessíveis, o que importa mesmo é a experiência e com quem você compartilha seu café.


Bons Pensamentos, Boas Palavras, Boas Ações e Bons Cafés.

Por Rodrigo Gomes Leite



>> Para receber as informações mais importantes do dia pelo WhatsApp, gratuitamente, basta clicar AQUI!

>> PARA MAIS NOTÍCIAS, SIGA O SCC10 NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK.

query/article/query-columnist
publicidade
publicidade
block/article/social-network
block/general/block-plus-news