×
×

Escolha sua região:

Terça-feira, 21 de setembro de 2021. Santa Catarina Mude de região ▼
MENU
O portal da notícia
em Santa Catarina.
BUSCAR
Gastronomia
MENU
BUSCAR
Gastronomia
publicidade
block/single-columnist/block-title

Gustavo Maresch

Bacharel em Gastronomia e mestre em Turismo e Hotelaria. Atualmente é professor e coordenador de curso na área da Gastronomia no IFSC.

[email protected]
block/article/header
Gastronomia Compartilhar

Gustavo Maresch

Dieta Mediterrânea: um verdadeiro estilo de vida

Reconhecida como patrimônio mundial e imaterial da humanidade, a dieta mediterrânea é um estilo de vida. Confira algumas dicas.

block/article/social-network
block/article/content__sidebar
Dieta Mediterrânea: um verdadeiro estilo de vida
Alimentos mediterrâneos. Fonte: Freepik

A dieta Mediterrânea é um verdadeiro estilo de vida, e além disso, em 2013 foi reconhecido pela UNESCO como Patrimônio Mundial e Imaterial da Humanidade. 

A Dieta Mediterrânea possui uma reputação por ser saudável, bem como possui um conjunto de preceitos que vão desde o cultivo dos alimentos até a forma como cozinhamos e partilhamos as refeições.

A prática dos bons costumes e o convívio e a união de família e amigos à volta da mesa são características marcantes  dos países da bacia mediterrânica, como por exemplo a Espanha, Itália, Chipre, Marrocos, entre outros.

Acima de tudo, o ato de cozinhar é levado a sério, considerado um dos pilares desta forma de viver, que tem este padrão alimentar comprovado, associado a um modo de vida saudável transmitido de geração em geração. 

Primeiramente já sabemos que das várias dietas existentes, raras são as exceções, que trazem os benefícios alcançados desta dieta, sempre aliados à prática de exercícios regulares.

A alimentação baseia-se em produtos frescos, locais e da época, sobretudo com um foco grande para os legumes, verduras e vegetais.  Assim como o peixe e as carnes brancas têm preferência sobre as vermelhas, reservando-se estas para os dias mais festivos.

Os métodos culinários são simples e saudáveis, popularmente, conhecidos por ser comida “de tacho”, como por exemplo, sopas de legumes, os ensopados, as caldeiradas, guisados, nos quais vários ingredientes cozinham nos próprios sucos, preservando os nutrientes e potenciando os sabores.

Nesta cozinha, o azeite de oliva é a principal fonte de gordura e a combinação de ervas aromáticas, especiarias ou produtos simples, como a cebola ou alho, permitem obter sabores únicos.

 Como seguir a dieta mediterrânea

A dieta Mediterrânea assenta em pilares simples, que como resultado trazem benefícios comprovados à saúde. Siga-os e viva ainda mais saudável.

1

Receitas simples, que protegem os nutrientes (cozidos, sopas, ensopados)

2

Elevado consumo de produtos vegetais 

3

Preferência por produtos locais e da época 

4

Azeite de oliva como principal fonte de gordura

5

Consumo moderado de lacticínios 

6

Uso de ervas aromáticas para temperar, reduzindo o sal ao mínimo

7

Consumo frequente de peixe em detrimento das carnes vermelhas

8

Vinho tinto às refeições principais e de forma moderada

9

Água como principal bebida ao longo do dia 

10

Convívio à volta da mesa e atividade física regular


>> Para receber as informações mais importantes do dia pelo WhatsApp, gratuitamente, basta clicar AQUI!

>> PARA MAIS NOTÍCIAS, SIGA O SCC10 NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK.

query/article/query-columnist
publicidade
publicidade
block/article/social-network
block/general/block-plus-news