×
×

Escolha sua região:

Domingo, 24 de outubro de 2021. Santa Catarina Mude de região ▼
MENU
O portal da notícia
em Santa Catarina.
BUSCAR
Colunistas
MENU
BUSCAR
Colunistas
publicidade
block/single-columnist/block-title

Fabio Schardong

Jornalista com 32 anos de profissão. Comunicador na Rádio Chapecó desde 2005.

[email protected]
block/article/header
Colunistas Compartilhar

Fabio Schardong

Chape não segura a vitória e sofre gol nos minutos finais

Equipe fez boa partida diante do Athletico Paranaense

block/article/social-network
block/article/content__sidebar
Chape não segura a vitória e sofre gol nos minutos finais
Foto: Márcio Cunha / ACF

A Chapecoense deixou escapar mais uma vitória. Seria a primeira dentro de casa. Tudo caminhava bem até o empate do Athletico Paranaense aos 43 minutos do segundo tempo. O empate por 1 a 1 deixou o lanterna com 13 pontos e o time do Paraná com 24, no meio da tabela.

O jogo

A Chapecoense foi melhor no primeiro tempo de jogo, com pelo menos três boas oportunidades, a primeira delas antes da primeira volta do ponteiro, quando Santos defendeu cabeceio de Lima. A melhor foi aos 37 minutos. Mike ficou de cara pro gol e chutou por baixo. O bom goleiro Santos, destaque do primeiro tempo, defendeu. A primeira metade da partida terminou empatada sem gols, com superioridade verde e branca, porém com maior posse de bola do time paranaense.

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

A segunda etapa começou movimentada de ambos os lados. E a Chapecoense abriu o placar aos 12 minutos. Matheus Ribeiro fez grande jogada, passou por Richard, trocou bola com Anderson Leite e, na volta, chutou sem chances para Santos. O sentimento da primeira vitória dentro de casa recebeu um banho de água fria, ou gelada, aos 43 minutos, pois o Athletico empatou a partida com Christian. Ele recebeu cruzamento da direita e balançou a rede do goleiro Keiller. O jogo terminou empatado por 1 a 1. E teve ainda uma falta perigosa a favor da Chapecoense, no minuto final, que Perotti cobrou na barreira.

O Verdão foi aos 13 pontos e ainda briga para não fazer a pior campanha da história dos pontos corridos na Série A. É essa a briga da Chape daqui para a frente. É preciso fazer 18 pontos e faltam 5.

A Chape fez uma boa partida. O Athletico pouco fez dentro de campo. Houve até confusão na saída para o intervalo, entre Nikão e jogadores do time catarinense. Fato superado no tempo final.

Não deu para entender as duas substituições do técnico Pintado aos 51 minutos. E a arbitragem fez bom trabalho. Luiz Flavio de Oliveira é Fifa vai bem no apito. Talvez a primeira vitória dentro da Arena venha na noite de sábado (16) contra o Fortaleza.

Ficha técnica

Chapecoense: 1)Keiller 2)Matheus Ribeiro 21)Ignácio 33)Joilson 55)Jordan 6)Busanello (Mancha) 26)Anderson Leite 5)Moisés Ribeiro (Ronei) 32)Lima 17)Mike (Kaio Nunes) 35)Rodriguinho (Perotti) Técnico – Pintado

Athletico Paranaense: 1)Santos 34)Pedro Henrique 44)Thiago Heleno 27)José Ivaldo (Pedro Rocha) 5)Marcinho (Khellven) 25)Richard (Christian) 18)Cittadini 16)Abner (Pedrinho) 11)Nikão 80)David Terans 79)Renato Kayzer (Bissoli) Técnico – Alberto Valentim

Arbitragem: Luiz Flavio de Oliveira (Fifa/SP), auxiliado por  MiguelCataneo Ribeiro da Costa (CBF/SP) e Gustavo Rodrigues de Oliveira (CBF/SP). Quarto Árbitro – Edson da Silva (CBF/SC) / Analista de Campo – Fernando Lopes (CBF/SC) / Árbitro de Vídeo – Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral            (VAR-Fifa) / AVAR  – Fabricio Porfirio de Moura (CBF/SP) / Observador de VAR – Antônio Rogerio Batista do Prado (CBF/SP)

Cartões amarelos: Rodriguinho, Anderson Leite-3º, Matheus Ribeiro, Busanello-3º (Cha); Zé Ivaldo, Nikão, Richard, Pedrinho (Ath)

Estádio: Arena Condá, em Chapecó

Data: 13/10/2021 (Quarta-feira)

Horário: 19h

Público: 935 torcedores

Renda: R$ 17.660

query/article/query-columnist
publicidade
publicidade
block/article/social-network
block/general/block-plus-news