Arquitetura
templates/template-single-article-texto
block/single-columnist/block-header

Cinthia Massa

Arquiteta e design de interiores com formação na Unisul, UFV em Madrid e Instituto Marangoni em Milão, sócia-proprietária do Studio PB3

block/article/header
Arquitetura Compartilhar
Cinthia Massa

Como escolher plantas para a sua casa

Mesmo com uma rotina corrida ou pouco espaço, é possível sim cultivar plantas.

block/article/social-network
block/article/content__sidebar
Como escolher plantas para a sua casa
Foto: Projeto Cinthia Massa

Sabe a sensação de tranquilidade e sossego quando estamos em contato com a natureza? Como quando passeamos por um parque? Criar um espaço com vegetação em casa pode ajudar na conexão com esses sentimentos. Hoje as plantas tem inúmeras funções dentro de casa, além de aconchego, ajudam na purificação do ar e no astral dos ambientes, além de trazer personalidade como itens de decoração. Entretanto, vários obstáculos existem, como ambientes pequenos ou sem varanda, dia-a-dia corrido ou falta de atenção na manutenção. Por isso, é importante uma pesquisa no momento da escolha, e aqui vão algumas dicas:

O primeiro passo é avaliar o local que você tem para elas, para isso, alguns pontos principais. Analisar a intensidade e constância solar, para escolher entre plantas que prefiram sombra ou aquelas mais resistentes a altas temperaturas. Outro ponto é o vento, as plantas que não precisam são melhores para interiores. A partir disso, passamos para a altura do local, se for alto, prefira plantas com caimento como Samambaia ou Filodentro, se for um local baixo, prefira plantas que ganham altura como a  Aspidistra Elatior ou Camedórea elegante. Se o local for mais úmido, como banheiros, duas opções são Hortênsias e Violetas. Pesquise também o tamanho que a planta ficará, algumas tem um bom crescimento e no futuro terá que trocar de lugar ou por em outro vaso dependendo do tamanho do ambiente.

Analise sua rotina, qual tempo você terá principalmente para regá-las, há  plantas  que precisam de água uma vez por semana, por exemplo, outras, exigem esse cuidado diariamente. Recomendo algumas plantas de interiores por serem mais resistentes, e não necessitarem de tantos cuidados, dentre elas: Suculentas ou Cactos, que precisam de um cantinho de luz e rega-las a cada dez dias; Jibóia, planta de meia-luz ou sombra, regará duas vezes na semana; Zamioculcas, de meia-luz ou sombra, regará uma vez na semana; Lírio da Paz, pode ficar na sombra e precisa ser regada duas a três vezes na semana; e por último o Clorifito, de meia luz ou sol constante, regará uma vez na semana.

Outra opção legal, como na imagem do meu projeto autoral, uma parede verde onde foi criado um refúgio para um espaço de leitura, decoração aliada a qualidade de vida através da vegetação. Já para quem gosta de cozinhar, o interessante é criar uma pequena horta, possível em apartamentos também, algumas plantas se adaptam bem em vasos menores, com raízes curtas. Temos opções como a hortelã, pimenta, orégano, salsinha, tomilho, agrião, manjericão, entre outras.

E a última dica que acho importante ressaltar na hora da escolha, é se você tem um pet em casa, muitas plantas são tóxicas, podendo causar irritação, gastrite, vômito e até problemas respiratórios, algumas delas são a costela de Adão, Espada de São Jorge e a Violeta. Trazer vegetação para o ambiente interno e manejar as plantas pode ser mais fácil do que parece após uma boa escolha, espero ter ajudado vocês, para conferir sobre esse conteúdo no Instagram acesse o link https://www.instagram.com/p/CRmuMgWMgis/

>> Para mais notícias, siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

Entre no grupo do SCC10 e receba as principais notícias da sua região pelo WhatsApp

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp

block/article/query-columnist
publicidade
publicidade
block/article/social-network
block/general/block-plus-news

Veja mais