Cibelly Favero
templates/template-single-article-texto
block/single-columnist/block-header

Cibelly Favero

Jornalista, apresentadora e editora-chefe do SCC News. Desde 2011 está à frente dos principais jornais do estado na TV.

[email protected]
block/article/header
Cibelly Favero Compartilhar
Cibelly Favero

Real Digital: saiba três benefícios da nova moeda

A nova versão da moeda deve revolucionar ainda mais as transações financeiras.

block/article/social-network
block/article/content__sidebar
Real Digital: saiba três benefícios da nova moeda
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Já não usamos o dinheiro de papel como antigamente, não é mesmo? Os pagamentos nos aplicativos e as transferências via Pix já modificaram a nossa relação com os bancos. E olha, é bom se acostumar, porque vem mais mudança por aí. O Banco Central prevê que em 2023 a versão digital da nossa moeda, o Real Digital, já seja lançada oficialmente no Brasil.

Criptomoeda brasileira?

Mas calma, se a primeira vista o Real Digital se parece com as criptomoedas, olhando mais de perto ele tem diferenças importantes! Diferente das criptos que são moedas descentralizadas, o Real Digital será regulamentado e garantido pelo Banco Central. E ele surge apenas como uma extensão da nossa moeda – uma versão eletrônica. Então, vinte reais de papel ou digital terão o mesmo valor.

É o Brasil “inventando moda”?

A criação de uma moeda eletrônica não é “modinha” do Brasil. É uma tendência mundial e iniciativa de vários países. Por aqui, a previsão é que os testes comecem no início do ano que vem. Para que até o fim de 2023 a moeda seja oficialmente lançada.

O que muda com o Real Digital?

A versão digital poderá ser usada para fazer compras, pagar boletos e até realizar aplicações financeiras, além de facilitar pagamentos internacionais. Sim, lembra muito o Pix e os pagamentos que já fazemos direto pelo celular. Mas com melhorias importantes:

  1. Pagamentos mais rápidos: Como não terá intermediários, os pagamentos e transferências devem ser confirmados em segundos.
  2. Uso em qualquer país: O dinheiro ficaria disponível no ambiente virtual do usuário, sem necessidade de pagar taxas dos cartões durante viagens para outros países.
  3. Segurança extra: O Real Digital promete trazer mais segurança nas transações online, diminuindo os riscos de fraudes. E ao invés do seu banco, o responsável pelo dinheiro na conta será o próprio Banco Central.

E também vale ressaltar que o dinheiro em espécie continuará existindo. Para conseguir utilizar o Real Digital será necessário ter uma carteira virtual vinculada a um banco ou instituição de pagamento.

E aí? Gostou da novidade? Me conta lá no Instagram @cibellyfavero! E eu te espero de segunda a sexta, ao vivo, no SCC News!

>>> PARA MAIS NOTÍCIAS, SIGA O SCC10 NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK

Entre no grupo do SCC10 e receba as principais notícias da sua região pelo WhatsApp

Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp

block/article/query-columnist
publicidade
publicidade
block/article/social-network
block/general/block-plus-news

Veja mais