Ana Paula Dahlke

Jornalista e editora-chefe do Economia SC.


Ana Paula Dahlke Compartilhar
Ana Paula Dahlke

Construtechs recebe aporte de R$ 74 milhões e terá nova fábrica em SC

Construção de uma nova fábrica está prevista para o segundo semestre de 2022

Por

• Atualizado

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Considerada um case de sucesso no ramo das construtechs, a Brasil ao Cubo, de Tubarão, acaba de receber um investimento de R$ 74 milhões, liderado pela Dexco (antiga Duratex), que passa a deter 13% de participação no quadro societário da companhia, já composto por seus sócios-fundadores e pela produtora de aço Gerdau.

Precursora na otimização de recursos e materiais, além de prazos de execução reduzidos, já figura entre as construtoras mais promissoras do país.

A empresa vem atuando nos segmentos industrial, hospitalar, edifícios de múltiplos pavimentos e residencial de alto padrão, com mais de 200 obras entregues em 14 estados.

“A expertise de uma companhia com décadas de atuação no mercado contribuirá para avançarmos na oferta de produtos atendendo às necessidades do mercado”, avalia Ricardo Mateus, fundador e CEO da Brasil ao Cubo.

Segundo o presidente da Dexco, Antonio Joaquim, com este investimento a empresa avança na cadeia de valor da construção industrializada e sustentável:

“Damos mais um importante passo na busca por novas soluções que promovam o bem-estar dos nossos consumidores. O investimento na Brasil ao Cubo está em linha com o nosso propósito: ‘Soluções para melhor viver’, com a nossa proposta de marca: ‘Viver Ambientes’, e com o nosso posicionamento em ESG”.

Nova fábrica

A construção de uma nova fábrica está prevista para o segundo semestre deste ano, com capacidade instalada de 22 mil metros quadrados. O investimento na unidade será de cerca de R$ 50 milhões, cuja partida ocorrerá em meados de 2023.

Obras industriais respondem pela principal parte da produção da empresa, mas o maior potencial de crescimento, a partir do próximo ano, virá de edificações residenciais e comerciais.

>> Siga o SCC10 no TwitterInstagram e Facebook.

publicidade
publicidade

Veja mais